Aumenta o número de vacinados e de infectados

Israel já vacinou quase 2 milhões de pessoas, mas as taxas de infecção pelo coronavírus continuam a subir.

Ontem 9.589 pessoas foram diagnosticadas com o vírus: o maior número de infecções em um dia, desde que a epidemia estourou em Israel há quase um ano.

O número total de diagnosticados ultrapassou a marca de meio milhão pela primeira vez – e agora é de 504.269.

Ontem foram realizados 129.449 testes e o percentual de testes positivos foi de 7,6%.

Paralelamente o número de pessoas que receberam a primeira dose da vacina se aproxima de 2 milhões, 20,9% da população. A campanha de vacinação israelense continua a todo vapor, já estando na segunda fase, com muitos já recebendo a segunda da dose da vacina.

LEIA TAMBÉM

Todas as semanas, um carregamento de centenas de milhares de pacotes de vacinas da Pfizer deve chegar a Israel. O programa de vacinação do governo estima vacinar até meados de março, cerca de 5 milhões de pessoas em Israel.

Além disso, o Ministério da Saúde exigiu que as vacinas Pfizer e Moderna não fossem administradas no mesmo posto de vacinação, a fim de evitar confusão.

As Kupot Cholim rejeitaram a exigência, argumentando que, devido à quantidade relativamente pequena de vacinas da Moderna, não seria viável montar complexos exclusivos para elas.

A confusão temida pelo Ministério da Saúde decorre do fato de que as vacinas da Pfizer devem ser diluídas e as vacinas do Laboratório Moderna não, pois as doses já vêm prontas.

2 thoughts on “Aumenta o número de vacinados e de infectados

Fechado para comentários.