Exposição arqueológica ao ar livre em Jerusalém

A crise do coronavírus mudou a paisagem de muitas cidades, em especial Jerusalém. Sempre lotada de turistas, as ruas da Cidade Velha estão desertas e os monumentos e locais de cultos vazios, mas as autoridades locais decidiram transformar a crise em uma oportunidade. Com as ruas vazias eles conseguiram realizar reformas e criar uma exposição arqueológica ao ar livre em tempo recorde, o que enriquecerá a experiência de visitantes locais e estrangeiros no bairro judaico.

A exposição, na Rua Hayehudim, no Cardo, apresenta cerca de 180 itens que estavam espalhados pela área e agora foram organizados em um itinerário coerente para lançar luz sobre a vida e as transformações na cidade ao longo da história.

“Os visitantes da exposição ficarão impressionados com a variedade e riqueza dos itens; entre eles, partes impressionantes de colunas dos períodos romano, bizantino e cruzado e itens decorados da Idade Média aos tempos modernos”, disse o curador Ravit Nanner-Soriano.

O projeto foi realizado pelo Ministério de Assuntos e Patrimônio de Jerusalém, em conjunto com a Autoridade de Antiguidades de Israel, o Município de Jerusalém, a Empresa de Reconstrução e Desenvolvimento do Bairro Judeu e a Companhia de Desenvolvimento de Jerusalém Oriental, no âmbito do programa Cidade Bonita.

LEIA TAMBÉM

O programa visa melhorar a infraestrutura turística e a visibilidade do bairro judeu e foi lançado há cerca de dois anos, sob a coordenação do arquiteto Avner Simon.

“Jerusalém conecta nosso passado glorioso ao presente enquanto olha para o futuro”, disse o ministro de Assuntos e Patrimônio de Jerusalém, Rafi Peretz.

Foto: Orit Shamir/Israel Antiquities Authority

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *