Israelenses “marcaram” residência de Erdogan

O ministro do Interior da Turquia afirma que o casal israelense preso por fotografar um palácio presidencial em Istambul não estava agindo de forma inocente, no primeiro comentário oficial turco sobre o assunto.

O Ministro Suleyman Soylu disse a repórteres que os israelenses “focaram” na residência do presidente turco Recep Tayyip Erdogan enquanto a fotografavam e “marcavam”.

Ele também disse que os promotores acreditam que Mordy e Natali Oknin cometeram “o que pode ser chamado de espionagem diplomática e militar”, mas que o tribunal decidirá.

Israel rejeitou firme e formalmente a alegação de que os Oknin são espiões israelenses. Os dois, que foram presos há uma semana, depois de tirar fotos da residência de Erdogan na Torre Çamlıca em Istambul, estão sob custódia.

O advogado da família, Nir Yaslovitzh, encontrou-se com Mordy Oknin na prisão. Após a reunião, Yaslovitzh disse que seu recurso seria apresentado na sexta-feira.

Yaslovitzh disse que foi graças aos muitos esforços do Gabinete do Primeiro Ministro, do Ministério do Exterior e do cônsul local que ele pôde se encontrar com Mordy na prisão.

Mordy “ficou muito entusiasmado por me ver, alguém que falava hebraico. Dei-lhe forças e expliquei-lhe a sua situação. Expliquei a ele que um país inteiro está acompanhando sua história e ele nem sabia o que está acontecendo em nosso país.

“Posso dizer que a reunião incluiu algumas lágrimas, tanto dele quanto minhas. Prometi a ele que o traria de volta a Israel e é exatamente isso que pretendo fazer ”, disse ele.

Após conversas com os turcos, uma visita consular ao casal foi aprovada, mas ainda não agendada, apesar de Israel pressionar para que a reunião seja realizada o mais rápido possível.

Sima Duvdevani, chefe do departamento do Ministério do Exterior para israelenses no exterior, se reuniu com os parentes do casal em Modi’in para atualizá-los sobre os recentes desenvolvimentos no caso e as medidas que o ministério pretende tomar.

Foto: Casal (Facebook), president.gov.uaCC BY 4.0 (Erdogan) e Tasnim News AgencyCC BY 4.0 (Süleyman Soylu)
Fontes: The Times of Israel e Hamodia

One thought on “Israelenses “marcaram” residência de Erdogan

Fechado para comentários.