Reservistas serão convocados para reforçar tropas

As FDI convocarão reservistas para reforçar a presença de tropas ao longo da “Linha de Costura” e impedir que os palestinos cruzem ilegalmente para Israel a partir desta região.

A expressão “Linha de Costura” é usada para se referir à área na região da Samaria e Judeia administrada por Israel, localizada a leste da Linha Verde e a oeste da barreira de separação de Israel, povoada principalmente por israelenses.

A decisão de recrutar batalhões de reserva nas próximas semanas segue uma avaliação situacional aprovada pelo chefe do Estado-Maior, Tenente-general Aviv Kohavi.

Seis batalhões de reserva serão convocados em várias rodadas e permitirão aos militares enviar tropas para o Comando Central, bem como ativar toda a competência operacional e treinamento das FDI.

Alguns dos batalhões serão designados para o Comando Central, enquanto outros substituirão unidades nos Comandos Norte e Sul que forem redistribuídas para o centro.

“O recrutamento permitirá o esforço contínuo para impedir a travessia de terroristas e a passagem ilegal na área de costura da Judeia e Samaria”, disse a Unidade porta-voz das FDI.

Cerca de 150.000 palestinos entram legalmente em Israel vindos da Samaria e Judéia e, segundo estimativas, outros 30.000 atravessam todos os dias por buracos na cerca. Estes são principalmente homens que não receberam licenças, mas querem trabalhar em Israel.

LEIA TAMBÉM

Segundo os militares, a critério de Kohavi e em função das necessidades operacionais, alguns dos batalhões de reserva serão convocados por despacho excepcional. No entanto, a convocação não é imediata e será dado um aviso de pelo menos três semanas.

As FDI reforçaram a força das tropas na Samaria e Judeia com mais 12 batalhões, chegando a um total de 25, para acabar com a atual onda de violência. Nas últimas seis semanas, quatro ataques terroristas mataram 14 israelenses.

O enorme aumento na força das tropas permite que os militares realizem operações ofensivas na Samaria e Judeia e enviem tropas ao longo da cerca de segurança para tapar os buracos pelos quais os palestinos cruzam para Israel.

As FDI, Shin Bet (Agência de Segurança de Israel) e a Polícia de Israel têm se concentrado no norte da Samaria e Judeia e nas cidades palestinas de Jenin, Nablus, Hebron, Tulkarm e suas aldeias vizinhas.

O aumento no envio de tropas para a região deve durar até o final do ano.

Pelo menos dois dos quatro ataques fatais foram perpetrados por palestinos que cruzaram ilegalmente para Israel. As FDI começaram a cavar trincheiras para impedir a passagem de veículos, além de adicionar defesas ao longo da barreira.

“Nossa tarefa é fechar a Zona de Costura de uma maneira que não permita a passagem ilegal”, disse Kohavi no local das obras há duas semanas. “Continuaremos a operar em qualquer lugar, com qualquer método e na medida necessária para impedir o terror”, disse ele.

“Nos últimos dias, fortalecemos significativamente a área com forças e por meio de engenharia para melhorar a infraestrutura da barreira”.

Em uma outra frente, o Ministério da Defesa aprovou um projeto de NIS 300 milhões para atualizar um trecho de 40 quilômetros da barreira.

A barreira de nove metros de altura, como a da fronteira egípcia, será de concreto, equipamentos de proteção e outros componentes tecnológicos. Ela se estenderá da área de Salem, no norte da região, até a região de Bat Hefer.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto:  IDF Spokesperson Unit

2 thoughts on “Reservistas serão convocados para reforçar tropas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.