Espaço judaico inaugurado em Uganda

Uma casa para judeus que vivem na capital de Uganda, Kampala foi inaugurada semana passada pela Organização Sionista Mundial e pelo Marom Olami, um movimento conservador de jovens adultos para a preservação da identidade judaica e sionista, e foi dedicado ao herói nacional israelense Yoni Netanyahu, que morreu na Operação Entebbe, em Uganda, em 1976.

A casa, chamada de “Beit Ha’am – Marom” servirá como uma sinagoga e um centro comunitário para os judeus que vivem na cidade. A missão do centro é ajudar os jovens que vivem em Kampala, a maioria deles estudantes, a manter sua vida e identidade judaica, e ensinar também sobre Israel.

Ido Netanyahu, irmão Yoni e do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, e uma delegação israelense esteveram presentes à cerimônia de abertura que incluiu uma performance do coro de Abayudaya, a descoberta de uma placa e a colocação de uma mezuzá na casa.

A delegação também visitou o antigo terminal em Entebbe, onde a operação militar foi realizada para libertar os reféns. Ido Netanyahu disse o Kadish e acendeu uma vela em homenagem a Yoni.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *