FDI frustraram quase 500 ataques terroristas em um ano

As Forças de Defesa de Israel disseram nesta segunda-feira que frustraram cerca de 500 ataques terroristas no último ano, durante uma operação de meses na região da Samaria e Judeia.

De acordo com as FDI, o exército prendeu mais de 2.500 suspeitos de terrorismo na região desde o final de março, após uma série de ataques mortais. Os ataques deixaram 31 mortos em Israel e na Samaria e Judeia desde o início do ano, incluindo vários soldados.

As FDI disseram que de 3.000 operações de prisão, 550 envolveram forças especiais. Pelo menos 250 armas e NIS 2,7 milhões (US$ 785.000) em dinheiro, supostamente destinados ao terrorismo, foram apreendidos nas operações.

Enquanto isso, as FDI registraram pelo menos 281 ataques a tiros e tentativas contra civis e soldados israelenses na Samaria e Judeia este ano, em comparação com apenas 91 no ano passado.

Durante as operações, cerca de 150 palestinos foram mortos por fogo israelense, de acordo com a Autoridade Palestina. As FDI disseram que muitos deles, embora não todos, foram mortos durante a realização de ataques ou durante violentos confrontos com as forças de segurança em meio aos ataques quase todas as noites.

Grande parte da operação se concentrou nas cidades de Nablus e Jenin, no norte da Samaria e Judeia, há muito consideradas um foco de terror. De acordo com avaliações das FDI, cerca de 25% dos moradores do campo de refugiados de Jenin, onde as tropas foram repetidamente atacadas durante incursões de prisão, é afiliado ao grupo terrorista palestino Jihad Islâmica.

LEIA TAMBÉM

As FDI também disseram que houve um aumento acentuado nos ataques de israelenses contra palestinos na Judeua e Samaria, registrando 838 incidentes este ano, em comparação com 446 no ano passado e 353 em 2020.

Os ataques incluíram lançamento de pedras contra palestinos e incidentes de vandalismo comumente referidos como ataques de “etiqueta de preço”. Os perpetradores os chamam de retaliação contra a violência palestina ou políticas governamentais vistas como hostis ao movimento dos moradores.

Dos ataques dos moradores israelenses este ano, apenas 14 foram considerados pela FDI como “graves”, onde palestinos foram feridos ou propriedades foram seriamente danificadas.

As FDI não forneceram um número exato, mas afirmou que houve menos ataques sérios este ano do que no ano passado.

Apenas 101 investigações policiais sobre esses ataques foram abertas este ano, e apenas 28 indiciamentos foram feitos.

As FDI disseram que os ataques de moradores israelenses, este ano, não estavam mais vindo apenas de comuniddes ou postos avançados ilegais considerados extremistas, como a área de Yitzhar,

Fonte: The Times of Israel
Foto: Policia de Israel (Facebook)

One thought on “FDI frustraram quase 500 ataques terroristas em um ano

Fechado para comentários.