IsraelNotícias

“Planos pós-guerra que excluam o Hamas serão rejeitados”, diz Haniyeh

O líder do Hamas, Ismail Haniyeh, declarou que qualquer plano pós-guerra para Gaza que exclua o Hamas será totalmente rejeitado pelo grupo terrorista.

Na sua declaração, Haniyeh culpou Israel pelo atual impasse nas negociações de cessar-fogo e libertação de reféns.

Ele acusou Israel de causar um impasse ao exigir alterações na proposta do Hamas, o que, segundo ele, paralisou as negociações.

No início deste mês, o Hamas afirmou ter aceitado um acordo de trégua com Israel. No entanto, mais tarde descobriu-se que a proposta, que teria vindo de mediadores do Egito e do Catar, continha vários elementos fundamentalmente diferentes daquilo com que Israel tinha concordado.

Israel rejeitou rapidamente a proposta por ficar aquém das suas “exigências vitais”, embora tenha concordado em enviar uma delegação de trabalho para as conversações indiretas no Cairo.

Dias depois, o Hamas anunciou que as negociações haviam terminado depois que Israel “rejeitou a proposta apresentada pelos mediadores e levantou objeções a ela”.

LEIA TAMBÉM

Haniyeh reiterou a exigência do Hamas de que qualquer acordo de cessar-fogo ponha fim à guerra na Faixa de Gaza.

No entanto, Israel afirmou que não concordará com um cessar-fogo até atingir os seus objetivos, que incluem o desmantelamento das capacidades militares e de governação do Hamas.

Fonte: Revista Bras.il a partir de i24NEWS
Foto: Wikimedia Commons

One thought on ““Planos pós-guerra que excluam o Hamas serão rejeitados”, diz Haniyeh

  • Julinho Aisen

    Petulância deste terrorista f.d.p.!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo