BDS interrompe evento com imagens de Hitler

Durante um evento online em homenagem ao Dia da Lembrança do Holocausto em Berlim, manifestantes pró-palestinos interromperam uma conversa no Zoom com sobreviventes do genocídio, postando pornografia, imagens nazistas e gritando slogans antissemitas.

Todos os anos,Israel e vário s países marcam o Dia em Memória do Holocausto, em homenagem aos seis milhões de judeus mortos pelo regime nazista na Segunda Guerra Mundial, com cerimônias e eventos. Este ano, devido à epidemia de coronavírus, os eventos memoriais ocorreram principalmente online.

Ativistas do BDS – Boicote, Desinvestimento e Sanções – entraram anonimamente em um bate-papo pelo Zoom organizado pela Embaixada de Israel em Berlim com o sobrevivente do Holocausto, Tzvi Herschel, que deveria contar sua história de sobrevivência ao público virtual durante a celebração da data.

O evento, no entanto, foi interrompido logo no início, depois que vários ativistas do BDS começaram a enviar spam com imagens de Hitler, conteúdo pornográfico e slogans anti-israelenses e antissemitas.

Após um longo atraso, os organizadores conseguiram reiniciar o evento, que continuou sem mais incidentes. A embaixada apresentou queixa às autoridades locais.

“Infelizmente, ainda hoje e até no Dia da Memória do Holocausto na Alemanha, esses chocantes incidentes de antissemitismo ainda ocorrem”, disse o ministro das Relações Exteriores Israel Katz. “É nosso dever, como representantes do mundo político israelense, combater o anti-semitismo onde quer que ele apareça”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *