Bolo de aniversário com gosto amargo

Um oficial da cidade francesa de Montpellier celebrou seu aniversário com um bolo decorado com uma suástica, que ele descreveu como “um presente do meu amigo SS”.

Djamel Boumaaz postou uma foto do bolo em sua página no Facebook com a legenda “Eu tive um ótimo dia com minha família, uma balada, um restaurante de amigos… e então veio o bolo de aniversário, oferecido pelo meu amigo. Qual foi minha surpresa! Agradeci-lhe por este gesto de amizade…”

O Centro Wiesenthal, organização internacional judaica dedicada a preservação da memória do Holocausto e de combate ao antissemitismo, disse que enviou uma carta de protesto a Benedetto Zacchiroli, presidente da Coalizão Européia de Cidades contra o Racismo. A carta pedia ao prefeito de Montpellier para tomar as medidas cabíveis ao ato.

Boumaaz já foi multado por executar o gesto de quenelle, uma saudação invertida nazista, em uma reunião do conselho da cidade de Montpellier. O gesto é ilegal na França.

Boumaaz, que é muçulmano, foi membro do partido de extrema-direita da Frente Nacional. Ele deixou o partido em 2015 por causa do que chamou de sentimentos antimuçulmanos do líder do partido, Marine Le Pen.

Um parceiro bem conhecido do negador do Holocausto, Alain Soral, e próximo do ator antissemita Dieudonne M’bala M’bala, Boumaaz ficou em segundo lugar na lista da Frente Nacional para as eleições municipais de 2014 em Montpellier.

Em 2016, procuradores da cidade investigaram Boumaaz por sua conta no Twitter, marcada “Sem cães e judeus”, e tweets zombando e negando o Holocausto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *