Israelense amputado é campeão de artes marciais

Assaf Yasur, um amputado de 17 anos, se classificou para as Paraolimpíadas de Tóquio em 2020 e planeja voltar para casa com uma medalha.

Assaf perdeu as duas mãos por eletrocussão, alguns dias antes de seu bar mitzvá. “Eu estava jogando futebol com meus amigos quando a bola caiu na estrutura da rede elétrica. Consegui tirar a bola de lá e a devolvi aos meninos, mas depois perdi o equilíbrio e peguei um cabo de tensão”, diz ele.

“Depois de várias cirurgias e tratamentos, recebi uma prótese com 32 movimentos. O cérebro envia mensagens para os sensores que funcionam como mãos reais ”.

Taekwondo é uma arte marcial coreana que é caracterizada por técnicas de chute rápido. Assaf começou a treinar com uma equipe de atletas que não permitiam que ele descansasse.

Assaf explica que, no Taekwondo, as mãos são usadas em movimentos defensivos, então “uso as mãos que permanecem”.

Após três anos de treinamento, a Assaf já participa de campeonatos internacionais. Recentemente, ele ganhou uma medalha de prata no Pan American Championship em Portland, Oregon. Atualmente ocupa o décimo lugar em sua categoria mundial.

Assaf mora sozinho próximo das Colinas de Golan e leva quase três horas de carro para treinar. “Eu amo morar sozinho. A maioria dos jovens da minha idade espera sair de casa e eu fiz isso um pouco mais cedo”.

Após a publicação de sua história no Ynet, na época do acidente, os leitores do jornal doaram metade da quantia necessária para a cirurgia que lhe deu mãos biônicas, uma prótese que pode não apenas realizar movimentos complexos, mas também está conectada a nervos e músculos saudáveis, o que permite que ela seja mentalmente controlada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *