Carnaval brasileiro com suásticas e símbolos judaicos

Uma ala da escola de samba Vai-Vai de São Paulo que usou fantasias com o símbolo nazista causou indignação na comunidade judaica, mas Luiz Kignel, presidente da Federação Israelita de São Paulo, que visitou a sede do grupo horas após o desfile, distribuiu uma mensagem de voz para vários grupos do WhatsApp para esclarecer o posicionamento da federação. Ele destacou que a mensagem da Vai Vai era sobre profecias de Nostradamus, incluindo uma que é supostamente uma referência ao nazismo.

Os símbolos nazistas tinham uma faixa diagonal preta sobre eles, que eram difíceis de ver de longe. Os carros alegóricos polêmicos do Carnaval envolvendo judeus e o Holocausto não são raros nos desfiles do carnaval brasileiro, mas na maioria dos casos, as autoridades judaicas foram bem-sucedidas em remover as figuras ou carros alegóricos antissemitas antes que os desfiles fossem vistos em uma transmissão de TV ao vivo – que é assistida por cerca de 208 milhões de brasileiros e atinge cerca de 2 bilhões de telespectadores em todo o mundo.

Havia outro componente com tema judaico no carnaval deste ano: estrelas de David e menorás foram exibidas em fantasias dos dançarinos Beija-Flor, de uma das principais escolas de samba do Rio, conhecida por seus temas controversos e figurinos ostensivos.

One thought on “Carnaval brasileiro com suásticas e símbolos judaicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *