Estrelas amarelas em Praga banalizam vítimas do Holocausto

A comunidade judaica tcheca condenou veementemente o uso de estrelas amarelas por manifestantes durante uma marcha contra as restrições ao coronavírus no país.

Uma ONG local antirracismo, relatou que no protesto, que ocorreu em Praga, os manifestantes usavam estrelas amarelas, no mesmo estilo que as vítimas do Holocausto foram forçadas a usar durante a perseguição nazista, com a inscrição “Não vacinados”.

LEIA TAMBÉM

O comportamento dos participantes da manifestação já havia sido condenado pela presidente do partido TOP 09, Markéta Adamová Pekarová. “Não entendo o que se passa na mente de uma pessoa que usa essa estrela de David para uma demonstração. Levei minha irmã, que é 13 anos mais nova que eu, ao memorial de Auschwitz-Birkenau para mostrar a ela até onde o ódio humano pode ir. Esses ‘heróis’ deveriam ir lá, e quem não entende isso naquele lugar está além de qualquer ajuda”, postou a presidente do TOP 09 no Twitter.

O Embaixador de Israel na República Tcheca, Daniel Meron, também expressou sua indignação sobre o comportamento dos manifestantes. “O uso da Estrela de David Amarela em protestos antivacinação é uma vergonha e um insulto à memória das vítimas do Holocausto”, postou ele no Twitter.

Fotos: Twitter Adam Hříbal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *