£4 milhões para combater antissemitismo

Roman Arkadyevich Abramovich, o bilionário russo, dono do clube inglês de futebol Chelsea, doou quase 4 milhões de libras à Agência Judaica para ajudar a combater o antissemitismo internacionalmente. A doação de Abramovich é supostamente a maior já dada à organização baseada em Israel por um único doador.

Embora Abramovich não tenha comentado a doação, Isaac Herzog, presidente da Agência Judaica, disse que estava “grato por sua contribuição aos esforços para garantir que os judeus estejam seguros em suas comunidades ao redor do mundo”.

Abramovich, que é judeu, tornou-se cidadão israelense no ano passado depois que o Reino Unido adiou a renovação de seu visto. Como dono do clube de futebol do Chelsea, ele introduziu uma grande campanha no clube para combater o antissemitismo entre os jogadores e torcedores do clube. Ele doou cerca de 2 bilhões de libras para caridade ao longo dos anos, incluindo quase 400 milhões de libras para causas judaicas.

Herzog disse que “as comunidades judaicas ao redor do mundo estão lidando com um número recorde de ataques perigosos e antissemitas. Agradeço a Roman Abramovich pela forte iniciativa para combater o antissemitismo.”

Abramovich, um dos pioneiros da ‘indústria do futebol’,  fez a maior parte de sua fortuna no fim da União Soviética, com a indústria petrolífera. Roman também é conhecido por ter ações de empresas de mineração. Em 2018 ocupava a 140° posição no ranking das pessoas mais ricas do planeta, segundo a Revista Forbes com 11 bilhões de dólares. É proprietário também de um iate de 120 metros e de um Boeing 767-300 ER.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *