Carcaça de vaca na praia de Tel Aviv

Para o espanto de turistas e frequentadores, a carcaça de uma vaca apareceu em uma praia na área de Tel Aviv na semana passada, a segunda vista na costa israelense nos últimos dias.

O cadáver foi encontrado em uma praia de cães na região de Yafo, alguns quilômetros ao sul da praia de Tzuk, onde o outro corpo chegou às areias da costa no último sábado.

As primeiras pessoas que viram o animal começaram a gritar por ajuda, pois pensaram que poderia ser o corpo de um homem e em seguida ligaram para a prefeitura para remover o cadáver.

Um grupo a favor dos direitos dos animais, disse que os navios costumam atirar animais doentes ou feridos no mar, às vezes quando ainda estão vivos, o que poderia ser a explicação para os dois corpos descobertos em Tel Aviv.

Um total de 685 mil bezerros e cordeiros foram enviados para Israel em 2018. No ano passado, o Knesset deu luz verde a um projeto de lei para interromper o transporte de centenas animais vivos da Austrália e da Europa para Israel a cada ano. A legislação proposta procura reduzir gradualmente o número de animais que são importados para Israel e pará-los completamente dentro de três anos, passando completamente para a importação de carne refrigerada. De acordo com as notas explicativas do projeto, os animais em transporte de gado estão sujeitos a superlotação severa, são encharcados em suas fezes e de outros animais e sofrem com a sobrecarga de calor e lesões graves como resultado das ondas, o que leva os animais a ficarem doentes ou a não sobreviverem à viagem.

Em julho do ano passado, 228 advogados assinaram uma petição pedindo a suspensão de carregamentos de animais vivos, dizendo que eles violavam a legislação sobre direitos animais.