Especialistas alertam sobre aumento de casos

Uma equipe de especialistas da Universidade Hebraica de Jerusalém pediu no sábado que o governo tome medidas imediatas para conter o surto de COVID-19 no país, prevendo que o número de casos diários pode aumentar para 1.000 em duas semanas se nenhuma medida for tomada.

Os especialistas também estimaram cautelosamente que as vacinas são 60% a 80% eficazes na prevenção do contágio quando confrontadas com a variante Delta, em comparação com 90% para outras cepas, embora enfatizem que os efeitos da imunização na prevenção de doenças graves parecem permanecer tão elevados quanto estimado anteriormente.

“Uma verdadeira onda de infecção está se espalhando em Israel”, escreveu a equipe de pesquisadores da Universidade Hebraica em um relatório enviado no sábado ao Conselho de Segurança Nacional. “Romper a onda exigirá etapas significativas. Esperar sem fazer nenhuma alteração neste ponto exigirá medidas mais difíceis posteriormente para alcançar um efeito semelhante”.

De acordo com suas previsões, uma vez que a taxa de reprodução ou “R” – quantas pessoas uma pessoa infectada irá reinfectar – atingiu 1,5, o número de casos diários tende a aumentar a cada semana.

LEIA TAMBÉM

As autoridades israelenses devem ponderar o restabelecimento de algumas restrições, uma vez que a variante COVID-19 Delta, altamente contagiosa, continua a se espalhar no país. O recém-renovado gabinete do coronavírus deve se reunir esta semana para considerar os próximos passos do país.

O gabinete se reuniu pela última vez, no domingo, para discutir o aumento de testes e a fiscalização nas fronteiras de Israel, mas não acrescentou nenhuma nova restrição importante ao público a não ser a exigência de uso de máscaras em locais fechados.

O número de casos diários de Israel está atualmente em cerca de 300, após meses em que os casos ficaram em torno de dezenas após a bem sucedida campanha de vacinação. De acordo com o Ministério da Saúde, 31 pessoas estão em estado grave, um ligeiro aumento nas últimas semanas.

Eles recomendaram que o governo obrigue o uso de máscaras em ambientes fechados, tome cuidado para proteger as populações vulneráveis ​​e idosas e restabeleça o sistema “passe verde” que restringe o acesso a alguns locais para os não vacinados.

Fontes: The Times of Israel e The Jerusalem Post
Foto: Canva

One thought on “Especialistas alertam sobre aumento de casos

Fechado para comentários.