Europe Shine a Light: um Eurovision alterativo

Como o Festival Eurovisão da Canção 2020 não pôde ocorrer devido à pandemia do coronavírus na Europa, a UER (União Europeia de Radiodifusão) decidiu organizar o Eurovision: Europe Shine a Light como alternativa. O título do programa é uma referência ao vencedor britânico de 1997, “Love Shine a Light”.

O programa, que será produzido pelas emissoras holandesas AVROTROS, NOS e NPO será transmitido direto de Hilversum nos Países Baixos no 16 de maio de 2020.

Esta é a quarta vez que a UER realiza um espetáculo especial no formato Eurovision, após as edições de celebração dos 25°, 50° e 60° aniversários do Festival.

Este evento, num formato não competitivo, homenageia todas as 41 músicas deste ano, que não poderão ser executadas no próximo concurso.

Após o anúncio do cancelamento do Eurovision deste ano, Eden Alene, primeira israelense etíope a ser escolhida para representar o estado judeu, foi informada de que iria se apresentar no Festival do próximo ano, mas a música deste ano não.

Alene iria interpretar a canção Feker Libi de Doron Medalie e Idan Raichel, no entanto, foi anunciado que, embora os artistas deste ano possam se apresentar no ano que vem, as músicas deste ano serão desqualificadas.

Além de oferecer muitas surpresas para os fãs e telespectadores em casa, artistas famosos do Eurovision dos últimos anos também serão convidados a participar interpretando outras músicas conhecidas do passado, apresentadas em locais icônicos da Europa.

O espetáculo terá uma duração de duas horas e será transmitido no canal oficial do YouTube Eurovision Song Contest.

No final do show, os artistas do Eurovision 2020 se reunirão para cantar um hit da Eurovison de 1997, Love Shine a Light, cuja letra, de acordo com os organizadores, tem uma mensagem apropriada para a situação em que nos encontramos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *