Governo aprova ajuda em dinheiro aos cidadãos

O Governo de Israel aprovou, neste domingo,  um plano para conceder a quase todos os cidadãos israelenses um pagamento único em dinheiro para ajudar a estimular a economia do país, que foi duramente atingida pela crise do coronavírus.

De acordo com a proposta, israelenses solteiros com 18 anos ou mais receberão 750 NIS (US$ 220), casais com um filho receberão 2.000 NIS (US$ 586), com dois filhos 2.500 NIS (US$ 733) e com mais de três crianças 3.000 NIS (US$ 879).

O benefício será concedido a todos os cidadãos, exceto àqueles que ganham mais de 640.000 NIS (US$ 186.000) por ano e funcionários públicos que ganham mais de 30.000 NIS (US$ 8.700) por mês.

Serão concedidos 750 NIS adicionais para os sobreviventes do Holocausto, aos que ficaram deficientes durante o serviço militar, aos que emigraram para Israel há menos de um ano e aos que atualmente estão recebendo um benefício estatal para complementar sua renda. O benefício dobrado de 1.500 NIS destina-se apenas àqueles que precisam.

O Instituto Nacional de Seguros de Israel (Bituach Leumi) está definindo como transferir os fundos, mas a concessão não será automática a todos. Como o Instituto Nacional de Seguros não possui dados sobre residentes que não recebem benefícios (crianças, invalidez etc.) e, portanto, a subvenção não poderá ser paga automaticamente, propõe-se estipular que os interessados ​​em receber a subvenção enviem uma solicitação que inclua os detalhes relevantes. “A fim de aliviar o ônus burocrático dos elegíveis para a subvenção e simplificar o procedimento para a apresentação da solicitação, propõe-se a apresentação de uma solicitação de subvenção em um formulário online”. A inscrição pode ser enviada até 12 meses após a aprovação da medida.

2 comentários em “Governo aprova ajuda em dinheiro aos cidadãos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *