IsraelNotícias

Hezbollah pode ser autor do ataque a bomba

Os militares israelenses suspeitam que o grupo terrorista libanês Hezbollah esteja por trás de uma explosão em uma rodovia no norte de Israel que feriu gravemente um homem no início desta semana, disseram as Forças de Defesa de Israel e a agência de segurança Shin Bet, na quarta-feira.

Um suposto terrorista foi morto a tiros na fronteira libanesa, algumas horas após o ataque, na segunda-feira. Ele estava armado com um cinto de explosivos.

Na manhã de segunda-feira, uma bomba plantada ao lado da rodovia 65 perto do entroncamento de Megiddo explodiu, ferindo gravemente um árabe-israelense, da vila árabe de Salem.

Muitos detalhes sobre a explosão foram mantidos em sigilo devido à investigação em andamento, liderada pelo Shin Bet.

A bomba em si foi considerada incomum, de acordo com as FDI, e não parecia ser semelhante aos dispositivos explosivos usados ​​pelos palestinos nos últimos meses.

Após a explosão, as tropas começaram a fechar estradas e procurar o suposto terrorista que plantou a bomba.

Na tarde de segunda-feira, horas após a explosão, soldados avistaram um veículo com o suspeito de terrorismo perto da cidade de Ya’ara, no norte de Israel, próximo da fronteira libanesa, disseram as FDI.

Oficiais da unidade de contraterrorismo Yamam da polícia de elite e oficiais do Shin Bet abriram fogo contra o suspeito, matando-o. As FDI disseram disse que o suspeito era um “perigo claro” para as forças de segurança e tinha um cinto de explosivos preparado com ele no momento.

LEIA TAMBÉM

Várias outras armas foram encontradas em seu veículo, de acordo com as FDI.

Os militares disseram que o suspeito de terrorismo cruzou para Israel vindo do Líbano durante a noite, entre sábado e domingo, e plantou a bomba, possivelmente em nome do Hezbollah, apoiado pelo Irã.

A maneira exata pela qual o suspeito entrou em Israel ainda estava sendo investigada, assim como seus possíveis vínculos com o Hezbollah. As FDI esperam que o trabalho em andamento para construir um muro ao longo da fronteira norte, para substituir uma cerca antiga, seja concluído dentro de dois anos.

Segundo as FDI, não havia conhecimento de outros terroristas que tivessem se infiltrado em Israel com o suspeito, e acredita-se que ele estava sozinho durante o ataque.

Após o ataque, o suposto terrorista pegou uma carona para o norte de Israel. O motorista do carro foi detido pelos policiais, de acordo com as FDI.

Os militares disseram que continuam investigando as circunstâncias do incidente.

Não foram dadas instruções especiais de segurança para os residentes, e as FDI disseram que permaneceriam em alerta para possíveis ataques do Hezbollah no norte de Israel.

Segundo as FDI, os detalhes do incidente não foram divulgados por mais de dois dias até descobrir exatamente quem estava por trás do ataque a bomba.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu realizou uma avaliação de segurança com o ministro da Defesa, Yoav Gallant, na tarde de quarta-feira sobre o incidente. Na terça-feira, o gabinete de Gallant também disse que o ministro da Defesa realizou uma série de avaliações de segurança no dia anterior devido ao ataque.

A visita do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a Berlim foi encurtada devido aos incidentes recentes de segurança. Netanyahu quer acompanhar de perto o desenvolvimento das investigações em andamento.

De acordo com um cronograma divulgado por seu gabinete, Netanyahu decolará de Berlim para Israel na noite de quinta-feira, em vez da manhã de sexta-feira.

Fonte: The Times of Israel
Foto: FDI

2 thoughts on “Hezbollah pode ser autor do ataque a bomba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: