Incidente com soldados religiosos

Dezenas de soldados religiosos da Brigada de Paraquedistas da IDF se recusaram a ouvir uma instrutora de paraquedismo (Noa Haliva), virando-lhe as costas, quando ela tentava fazer uma demonstração.

Segundo comunicado do Exército, aproximadamente 30 recrutas não queriam assistir a apresentação que estava sendo feita por uma mulher. De acordo com o IDF, os soldados eram de uma unidade formada por estudantes religiosos de yeshivá.

Após o incidente o pelotão foi reunido numa palestra onde foi explicado que, de acordo com o código de comportamento da IDF, não pode haver separação entre instrutores masculinos e femininos durante o curso de paraquedismo e qualquer cadete que for pego se comportando desrespeitosamente com uma instrutora mulher será removido do curso.

O IDF é o exército do povo nacional e a unidade dos pelotões é enfatizada em todos os tipos de atividades, independentemente de religião, raça ou gênero.

Fontes: Timesofisrael.com – haaretz.com – Ynetnews

https://www.timesofisrael.com/religious-paratroopers-under-fire-for-turning-back-on-female-instructor/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *