Jerusalém aproveita o isolamento para acelerar obras

Jerusalém está aproveitando o bloqueio do coronavírus para acelerar os projetos de infraestrutura, evitando os efeitos negativos normais na vida cotidiana dos residentes que muitos projetos de infraestrutura envolvem.

“Estamos acelerando o ritmo da construção de infra-estrutura na cidade e aproveitando esse tempo de menos atividade para avançar o máximo possível os cronogramas dos projetos e obras planejados na cidade”, disse o prefeito de Jerusalém, Moshe Lion.

O prefeito instruiu todos os órgãos de planejamento e execução da cidade a aumentar e acelerar significativamente os trabalhos em projetos de infraestrutura.

Como parte da decisão, a expansão da Linha Vermelha do Trem Leve de Jerusalém pelo consórcio JNET será acelerada. As obras da Linha Vermelha serão realizadas nos bairros de Neve Yaakov e Pisgat Zev e nas ruas Arthur Hantke e Henrietta Szold. As obras nos cruzamentos nessas áreas estavam previstas para outubro, mas começarão nos próximos dias.

As equipes vão escavar na área e colocarão infraestrutura e comunicações para as estradas. Quando o trabalho estiver concluído, o tráfego na área retornará ao normal.

As obras da cidade também serão realizadas no início de maio, incluindo a melhoria de estradas, calçadas e iluminação, o plantio de árvores e flores, além da colocação de bancos e outros móveis.

A Jerusalem Moriah Development Corporation está conduzindo o trabalho na faixa de transporte público Begin Expressway.

Como parte das obras da Rodovia Begin, a rodovia de 2,5 km será ampliada para permitir uma nova faixa de transporte público sem interromper as três faixas existentes.

Também serão promovidos trabalhos para projetos como o French Hill Junction, o projeto de entrada na cidade, a separação de níveis e os estacionamentos subterrâneos na Shazar Street, o projeto de intercâmbio Sakhrov Gardens na entrada da cidade, a nova estação central ao lado de Ramot e o projeto das encostas de Arnona, que inclui as obras de desenvolvimento e infraestrutura do novo bairro, que terá 1.800 novas casas.

One thought on “Jerusalém aproveita o isolamento para acelerar obras

Fechado para comentários.