Marcha da Bandeira passará pelo bairro árabe

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu confirmou, na segunda-feira, que a Marcha da Bandeira acontecerá em Jerusalém, na quinta-feira, e incluirá a passagem pelo bairro muçulmano da Cidade Velha.

“A marcha da bandeira continuará conforme planejado, como de costume, em sua rota”, disse Netanyahu no início da reunião da Knesset de seu partido Likud.

A Polícia de Israel aprovou a rota na semana passada e disse que planeja enviar mais de 2.000 policiais para preparar o terreno, proteger os manifestantes e preservar a ordem.

A Marcha da Bandeira do Dia de Jerusalém gera tensões anualmente e, geralmente, é antecipada por  apelos para mudar sua rota para evitar interromper a rotina diária dos habitantes locais.

O momento deste ano é especialmente delicado à luz do novo cessar-fogo entre Israel e o grupo terrorista palestino Jihad Islâmica após cinco dias de conflito mortal.

Em 2021, a marcha de Jerusalém serviu de pretexto para o grupo terrorista Hamas lançar um conflito de 11 dias, chamado por Israel de Operação Guardião das Muralhas.

LEIA TAMBÉM

O ministro da Segurança Nacional, Itamar Ben-Gvir, deve comparecer ao evento esta semana. No ano passado, os serviços de segurança mantiveram o então deputado longe da entrada do Portão de Damasco para a Cidade Velha, um local de conflito frequente entre palestinos e policiais israelenses no Bairro Muçulmano.

Netanyahu disse hoje que Israel “mudou a equação de dissuasão” com grupos terroristas na Faixa de Gaza após o conflito de cinco dias.

“Qualquer um que vier nos machucar”, disse ele no início da reunião de seu partido Likud na Knesset, “agora entenderá melhor o significado das palavras ‘seu sangue está em suas próprias mãos’”.

Tal declaração “é importante dizer” antes da marcha de quinta-feira, acrescentou ele.

A Marcha da Bandeira se tornou associada ao sionismo religioso, um movimento que considera um imperativo religioso manter a terra de Israel sob a soberania judaica.

Fonte: the Times of Israel
Foto: Wikimedia Commons

One thought on “Marcha da Bandeira passará pelo bairro árabe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *