Médicos têm trabalho dobrado em Yom Kipur

Médicos atenderam 2.741 pessoas no Yom Kipur, o dia mais sagrado do calendário judaico, que começou na terça-feira ao pôr do sol e terminou na noite de quarta-feira, segundo dados do serviço de emergência Magen David Adom.

O Dia do Perdão é marcado por jejum e oração intensa por muitos judeus praticantes, enquanto os israelenses seculares aproveitam as ruas desertas, enchendo-as ruas durante o feriado.

O serviço de emergência disse que 1.920 pessoas atendidas foram levadas ao hospital para cuidados médicos.

Três pessoas ficaram gravemente feridas nas estradas. Um pedestre, de 33 anos, ficou gravemente ferido na Estrada 4, próximo ao cruzamento de Aluf Sadeh. Um motociclista, de 19 anos, ficou gravemente ferido no centro da cidade de Tira, e outra pessoa ficou gravemente ferida em um acidente rodoviário perto da Floresta Gadot.

Outras 19 pessoas ficaram moderadamente feridas em acidentes em todo o país e 19 ficaram levemente feridas.

285 ciclistas de patinetes e skates que precisavam de tratamento para ferimentos, incluindo seis que estavam moderadamente feridos.

Além disso, 133 gestantes foram levadas ao hospital, informou o MDA, com médicos ajudando uma mulher em Jerusalém a dar à luz seu bebê.

LEIA TAMBÉM

Um homem de 22 anos ficou ferido em um acidente de piscina em uma pousada em Ramot, perto do Mar da Galileia, e foi levado em estado grave.

A MDA disse que 268 pessoas foram tratadas por desidratação ou desmaios causados ​​pelo jejum.

O feriado também viu violência na cidade costeira de Bat Yam, onde na terça-feira, pouco antes do início do Yom Kipur, uma multidão atacou um carro, virando o veículo.

De acordo com relatos da mídia, o motorista e os passageiros eram todos árabes e do sul do país. A polícia foi chamada ao local e retirou um dos homens da multidão, levando-o para uma delegacia de polícia local antes de ser transferido para o hospital para tratamento.

Para os paramédicos, Yom Kipur é um dos dias mais movimentados do ano, com centenas de médicos, paramédicos, ambulâncias e voluntários extras de prontidão em todo o país. Os hospitais estavam trabalhando apenas com equipes médicas de emergência.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Canva

One thought on “Médicos têm trabalho dobrado em Yom Kipur

  • 6 de outubro de 2022 em 01:17
    Permalink

    Essa carne importada será kosher?

Fechado para comentários.

%d blogueiros gostam disto: