Metrô de Tel Aviv deve transportar dois milhões de passageiros por dia

O Comitê Nacional de Infraestrutura de Israel divulgou a lista de estações planejadas para a linha M2 do metrô de Tel Aviv, incluindo, entre outros, o Shuk HaCarmel, o Bloomfield Stadium, o Wolfson Hospital e o Teatro Habima.

Responsáveis pela obra comunicaram que o trabalho nas três linhas do metrô será realizado com as máquinas de perfuração TBM (Tunnel Boring Machines) que podem cavar dez metros por dia.

Os túneis terão entre 25 e 40 metros de profundidade e seu diâmetro será de 6,5 metros. Os trens passarão por dois túneis separados que se conectam a cada 250 metros.

O projeto de metrô para a Grande Tel Aviv, liderado pela agência de transporte público metropolitano NTA, prevê a construção de três linhas que abrangerão 145 quilômetros de redes subterrâneas e conectarão 109 estações no total.

LEIA TAMBÉM

Quando concluído, o metrô fará parte de um sistema que também abrangerá o trem leve já em construção em Tel Aviv. As autoridades estimam que o metrô transportará dois milhões de passageiros por dia.

O metrô “é um desafio nacional enorme e sem precedentes, no qual os ministérios do governo e as autoridades locais estão trabalhando em conjunto com a NTA para garantir o sucesso do projeto”, disse o CEO, Haim Glick.

Segundo os planos, a linha M1 vai de Kfar Saba, no nordeste da Grande Tel Aviv, ao sul de Rehovot, Rishon LeTzion e Lod, com um total de 31 estações.

A linha M2 vai de leste a oeste, conectando o sul de Petach Tikva, Ramat Gan e Tel Aviv, e a M3, com 24 estações planejadas, vai de Herzliya a Bat Yam, cruzando com as outras duas linhas.

Embora as obras não tenham um cronograma rígido, estima-se que o metrô esteja operacional em 2030, a um custo de cerca de 150 bilhões de shekels, cerca de 43 bilhões de dólares, o projeto de infraestrutura mais caro da história do país.

2 thoughts on “Metrô de Tel Aviv deve transportar dois milhões de passageiros por dia

Fechado para comentários.