Militares em alerta contra protestos violentos

O ministro da Defesa, Benny Gantz, visitou a fronteira de Gaza, reunindo-se com o alto escalão militar da região, antes de uma manifestação de palestinos planejada ao longo da fronteira.

Gantz deu um ultimato aos palestinos na Faixa, oferecendo ajuda adicional se a calma for mantida e ameaçando ataques militares se a violência estourar novamente na fronteira, como ocorreu no sábado, quando dezenas de manifestantes aproximaram-se da cerca de segurança.

Na manifestação, um homem com uma pistola abriu fogo contra uma posição de franco-atirador israelense, acertou em um guarda da fronteira, ferindo-o gravemente com um tiro na cabeça.

“Nossa ‘caixa de ferramentas’ está crescendo. Aumentamos nossas capacidades em termos de ajuda e desenvolvimento da Faixa de Gaza para o benefício de mais de dois milhões de residentes, e também em termos dos planos militares que estamos desenvolvendo, se formos obrigados a tomar uma atitude. A realidade no terreno determinará quais dessas “ferramentas” escolheremos empregar”, disse Gantz em um comunicado após sua visita.

O chefe do Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel (FDI), Aviv Kohavi, disse esta semana, três meses depois que Israel e grupos terroristas palestinos na Faixa de Gaza travaram um conflito brutal de 11 dias, que os militares israelenses estão preparados para outra rodada de combates com os militantes da Faixa.

LEIA TAMBÉM

Embora as FDI considerem o conflito de maio em Gaza, conhecido em Israel como Operação Guardião das Muralhas, como tendo alcançado muitos – embora não todos – dos seus objetivos, ainda é visto como uma misto de coisas boas e ruins.

Embora tenha havido algumas vitórias claras sobre o Hamas, particularmente contra as capacidades de produção de foguetes do grupo terrorista, também houve falhas notáveis, entre elas a capacidade do Hamas de disparar livremente milhares de foguetes contra cidades israelenses e infraestrutura crítica, que as FDI agora estão trabalhando para resolver.

As tensões aumentaram nas últimas semanas, em meio ao descontentamento, em Gaza, sobre o ritmo lento da reconstrução e a recusa inicial de Israel em permitir a entrada de ajuda do Catar na Faixa.

À luz disso, grupos terroristas na Faixa de Gaza começaram repetidamente a lançar dispositivos incendiários transportados por balões no sul de Israel, queimando grandes áreas de terras agrícolas e reservas naturais, bem como, em um caso, uma residência.

Fonte: The Times of Israel

Foto: Israel Defense Forces from IsraelCC BY 2.0 (Wikimedia Commons)

One thought on “Militares em alerta contra protestos violentos

Fechado para comentários.