Cidade terá que permitir cartazes com mulheres

O Comitê Central Eleitoral decidiu que a Câmara Municipal da cidade de Bnei Brak, perto de Tel Aviv e de maioria ultra-ortodoxa judaica, terá que permitir a colocação de cartazes eleitorais nas quais as mulheres aparecem, apesar da ofensa que isso possa significar para uma grande parte da sua população.

O problema surgiu com os anúncios eleitorais do partido de esquerda Meretz para as eleições gerais em 9 de abril, que mostravam sua presidente, Tamar Zandberg.

As autoridades da cidade assim como muitos moradores consideram imorais visualizar fotos de mulheres adultas, mesmo que usem roupas tão austeras como as de um cartaz eleitoral.

Na sequência de uma queixa do Meretz e da Rede de Mulheres em Israel pela recusa da cidade em exibir os cartazes, o presidente do comitê eleitoral, Hanan Melcer emitiu uma ordem exigindo a presença de cartazes e advertiu que se o município removê-los ou a empresa que possui painéis publicitários não cumprir, pode proibir toda a publicidade eleitoral na cidade.