Nova lei incentiva a doação da comida que sobra

Nova lei aprovada pelo parlamento israelense incentiva os restaurantes a doarem a comida que sobra.

O Parlamento israelense (Knesset) aprovou uma lei para incentivar restaurantes a doar seus excedentes de alimentos para as organizações que distribuem comida a pessoas carentes.

A lei estabelece que restaurantes ou entidades privadas que doam alimentos para organizações que distribuem entre as pessoas carentes não assumem qualquer responsabilidade civil ou criminal por danos causados ​​por alimentos doados, desde que tenham agido em conformidade com as leis.

Além disso, a lei estipula que o Ministério da Saúde concederá prêmios anuais para as empresas que doam alimentos de acordo com critérios a serem publicados.

De acordo com a descrição da lei, cerca de 25% da comida preparada em restaurantes, salões de festas, bases militares, hotéis e outros estabelecimentos são jogados fora. Segundo as regras em vigor até esta data, as empresas preferiram não doar alimentos por causa das penalidades duras e ações judiciais que poderiam sofrer como resultado de qualquer dano que causaria.

Segundo os parlamentares Uri Maklev e Hilik Bar, autores do projeto, essa lei é “uma verdadeira revolução”. A cada ano, cerca de 1,2 milhão de toneladas de alimentos são jogados fora, cerca de 8 bilhões de shekalim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *