O caminho de volta de Netanyahu

Em 7 dias, os resultados oficiais das eleições de Israel serão entregues ao Presidente Isaac Herzog, que por sua vez convidará os líderes dos partidos para uma rodada de consultas em sua residência.

De acordo com a lei, ao final da rodada, Herzog atribuirá a tarefa de formar o governo a um dos membros da Knesset e, de acordo com a contagem da maioria das urnas, essa pessoa será o ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, cujo partido obteve 32 mandatos.

Até o fechamento desta edição, 95% das urnas tinham sido contadas. Às 23h começará a contagem das urnas especiais, incluindo os votos dos soldados, os votos dos presos e as urnas acessíveis.

De acordo com a situação atual, o partido Yesh Atid do atual primeiro-ministro Yair Lapid tem 24 assentos, o Sionismo Religioso de Bezalel Smotrich e Itamar Ben Gvir é o terceiro maior partido com 14 assentos, e o Unidade Nacional de Benny Gantz está com 12. O Shas tem 11 assentos, Judaísmo Unido da Torá 8, Yisrael Beytinu 5, assim como Ra’am e Hadash-Ta’al com 5 cadeiras cada, e o Partido Trabalhista 4.

Os que ainda estão abaixo do percentual de bloqueio, por enquanto, são Meretz e Balad.

Ao fim de oito dias do dia das eleições, os resultados oficiais serão anunciados e entregues ao Presidente do Estado, de acordo com a lei fundamental da Knesset.

LEIA TAMBÉM

A partir do momento em que o presidente delegar a tarefa ao membro eleito da Knesset, este terá 28 dias para formar um novo governo em Israel. Em uma situação em que seja necessária uma prorrogação do processo, o Presidente tem autoridade para conceder até duas semanas adicionais. O procedimento de consulta estabelecido por lei será transmitido ao vivo da residência do Presidente.

Pouco depois das 3h da manhã desta quarta-feira, Netanyahu fez um pronunciamento à nação e disse: “Recebemos uma tremenda expressão de confiança do povo de Israel, porque ficou claro mais uma vez que o Likud é o maior partido em Israel, por uma margem significativa acima de todos os outros partidos”.

“Gostaria de dizer aos meus amigos do movimento Likud, aos membros da Knesset, aos chefes de seções, aos ativistas, aos voluntários, que foram de cidade em cidade, de bairro em bairro, de casa em casa, e trouxeram resultados: muito obrigado.”

Numa reunião realizada entre ministro da defesa, Benny Gantz, o ministro da justiça, Gideon Sa’ar, e o tenente-coronel Gadi Eisenkot, esta manhã, sobre os resultados das eleições os três declararam que respeitam a decisão dos eleitores e, após a formação do governo, servirão como oposição responsável.

Fonte: Canal 13
Foto: Wikimedia Commons