Guia para votar nas eleições israelenses

As urnas para as eleições para a 25ª Knesset serão abertas amanhã, dia 1 de novembro, terça-feira, pela quinta vez em três anos e meio.

Nas próximas eleições, haverá 6.788.804 eleitores elegíveis, um aumento de 210.270 eleitores elegíveis desde as eleições para a atual  24a Knesset, realizada em março de 2021.

Aqueles que não receberam notificação sobre o local de votação podem acessar o site https://www.gov.il/apps/moin/bocharim/ ou pelo call center 1-800-222-290.

A maioria das seções de votação estará aberta das 7h00 às 22h00, mas nas pequenas comunidades o horário de funcionamento será das 8h00 às 20h00. Uma lista desses locais está no site da Comissão Eleitoral Central (https://www.gov.il/he/Departments/Guides/knesset25-elections-info?chapterIndex=12

As linhas de ônibus intermunicipais (mais de 15 km) e o trem serão gratuitos a partir da noite da véspera da eleição, segunda-feira, 31 de outubro, às 20h, e no dia da eleição, 1º de novembro, até o final do serviço.

O eleitor será identificado através de um dos seguintes documentos: carteira de identidade com fotografia, passaporte israelense válido com foto, carteira de motorista israelense válida com foto, documento de identificação militar pessoal válido que inclua uma foto.

A lei define uma série de grupos de eleitores que têm direito a votar em uma urna diferente daquela a qual pertencem. Essa votação é feita com envelope duplo, ou seja, o envelope com a cédula é colocado em outro envelope com os dados de identificação do eleitor e que será entregue a um centro de contagem da Comissão Eleitoral Central em Jerusalém. Lá, após a verificação dos dados do eleitor no envelope externo, o mesmo será aberto e os funcionários da comissão associarão a cédula ao número de votos da urna à qual o eleitor está associado.

LEIA TAMBÉM

Pessoas com mobilidade limitada podem votar em qualquer urna definida como “urna especial para pessoas com mobilidade limitada”. De acordo com a lei, para votar nesta urna, o eleitor deve assinar uma declaração de que tem mobilidade reduzida (não é necessário atestado médico).

Pacientes internados e trabalhadores em hospitais e instituições assistenciais podem votar nas urnas que serão colocadas em todos os hospitais e instituições de grande porte, mediante aprovação da direção da instituição.

Residentes em lares de idosos e alojamentos protegidos: em todos os asilos ou conjuntos habitacionais de assistência onde vivem mais de 75 residentes, será colocada uma assembleia de voto onde os residentes terão direito a voto.

Detidos, reclusos e guardas prisionais poderão votar nas seções de voto que serão colocadas nas prisões e centros de detenção.

Os servidores regulares, permanentes e de reserva das FDI poderão votar nas urnas que serão colocadas nas várias bases.

Policiais e funcionários do Shin Bet podem votar em qualquer seção de voto em Israel, sujeito à apresentação de um documento de identidade de policial ou uma autorização especial de votação da Comissão Eleitoral.

Os secretários das seções de voto, membros da mesa de voto e observadores poderão votar na seção de voto onde trabalham.

Um paciente com corona obrigado a ficar em isolamento poderá exercer seu direito democrático e deixar o local de isolamento para fins de votação na “urna corona”, e apenas para esse fim. Imediatamente após votar ele terá que retornar ao local de isolamento.

A chegada ao local de votação é permitida por uma das três formas seguintes: carro particular, táxi (por conta do paciente), ou usando o sistema de transporte nacional e gratuito, especial  para pacientes corona. Para agendar a reserva de transporte o eleitor deve ligar para  077-6017137.

A lei estabelece que o dia da eleição é um feriado em que os funcionários não podem ser obrigados a trabalhar, exceto os funcionários em locais de trabalho essenciais, como usinas de água e eletricidade, abastecimento de combustível, fábricas que operam continuamente, tribunais, sistema de saúde, locais de entretenimento e comércio ativo durante o dia das eleições, previamente autorizado pelo presidente da Comissão Eleitoral Central que publica a lista dos locais de trabalho autorizados a funcionar no dia das eleições.

Fonte: Davar
Foto: Governo de Israel

2 thoughts on “Guia para votar nas eleições israelenses

Fechado para comentários.