Preços de moradia aumentaram 9,2% em um ano

Os preços dos imóveis em Israel subiram mais 1,2% durante julho-agosto, elevando o aumento de preços nos últimos 12 meses para 9,2%, de acordo com o Bureau Central de Estatística (CBS). Os preços aumentaram mais acentuadamente em Jerusalém (10,7%) e no centro de Israel (10,5%).

Os imóveis novos subiram 0,6% durante julho-agosto e 11,8% no último ano. O índice de insumos da construção, que acompanha a variação dos custos de materiais de construção e mão de obra e afeta os preços dos apartamentos em construção, subiu 0,3% em setembro e 4,5% nos últimos 12 meses.

Os economistas geralmente concordam que os preços das moradias continuarão subindo nos próximos anos, devido à alta demanda e à falta de oferta no mercado imobiliário.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,2% em setembro, disse o CBS, em linha com as expectativas dos analistas. Os preços das frutas e hortaliças in natura aumentaram acentuadamente, 9,5%, enquanto os preços caíram nas categorias cultura e entretenimento (2,6%) e vestuário (2,1%).

O IPC subiu 2,5% nos últimos 12 meses, ou 2,3% excluindo a energia.

Os preços continuarão subindo nos próximos meses, devido às pressões inflacionárias em todo o mundo, especialmente no setor de  energia, disseram analistas do Banco Hapoalim  a investidores em uma nota após a divulgação do IPC.

LEIA TAMBÉM

O preço do barril de petróleo do tipo Brent atingiu US$ 85 no fim de semana, valor que deve afetar o índice de preços de novembro.

“A inflação em 2021 deve chegar a 2,8%, mas esperamos que essa taxa seja moderada ao longo do tempo”, disse o Banco Hapoalim. “A projeção para os próximos 12 meses é de 1,9%. Continuamos estimando que o principal risco é o aumento da inflação no próximo ano. A inflação de longo prazo depende em grande parte do mercado de trabalho: se virmos os salários respondendo ao aumento da inflação, isso pode deixar a inflação em um nível elevado. O risco de uma inflação mais alta no mundo aumenta com o tempo e também afeta Israel”.

Isso afetará as decisões de política monetária de Israel no futuro próximo, disse o banco. “Como a maioria dos bancos centrais do mundo, o Banco de Israel vê o aumento da inflação como um fenômeno temporário, mas na prática, gradualmente começou a mudar a política: não estender o programa de compra de títulos, mudar a orientação monetária e até atualizar a previsão da taxa de juros da divisão de pesquisa. As chances de pelo menos um aumento da taxa de juros no segundo semestre de 2022 agora parecem altas”.

Em nota enviada pelo Banco Leumi, os economistas também previram que a inflação subirá entre 1,6% e 1,9%, e entre 0,3% e 0,5% em outubro. A inflação dos EUA provavelmente chegará a 5% a 6%, disse Leumi.

Fonte: The Jerusalem Post
Foto: Marcia Cherman Sasson (Revista Bras.il)

2 thoughts on “Preços de moradia aumentaram 9,2% em um ano

Fechado para comentários.