Leitura do QR do Passaporte Verde começa no domingo

A partir de domingo, eventos e empresas para os quais se exige o Passaporte Verde na entrada devem escanear os códigos QR das autorizações antes de conceder acesso, depois de semanas de dificuldades técnicas para fazer as novas regras decolarem.

O código QR do Passaporte Verde agora deve ser lido usando um aplicativo do Ministério da Saúde e comparado com a carteira de identidade (teudat zehut) de seu titular para permitir a entrada. O objetivo é tornar a falsificação dos passaportes mais difícil.

Embora os códigos QR existam desde o início do sistema, que foi projetado para conter a propagação do coronavírus, a maioria das empresas abandonou a varredura para verificação e muitas vezes apenas pediam para ver o Passaporte.

A exigência de escaneamento deveria começar no início deste mês, mas devido a dificuldades técnicas com a emissão de novos passaportes – depois de uma mudança de política determinou que uma dose de reforço COVID-19 fosse necessária seis meses após o recebimento das duas primeiras doses – um período de carência foi concedido pelo Ministério da Saúde.

Embora alguns locais tenham conseguido escanear os códigos QR durante a semana passada, isso será obrigatório a partir de domingo, noticiou o Canal 12.

LEIA TAMBÉM

Pessoas que não foram vacinadas ou que não se recuperaram do COVID-19 também podem obter o Passaporte Verde temporário com um teste de vírus negativo (válido por 72 horas). Esse teste deve ser pago, a menos que a pessoa não seja elegível para vacinação.

Números do Ministério da Saúde publicados na noite de sábado mostraram que 1.560 novos casos foram identificados em todo o país durante o dia anterior, abaixo dos mais de 10.000 por dia no auge da onda em agosto e setembro. A taxa de testes positivos foi de 1,6 por cento em mais de 100.000 testes.

Havia apenas duas localidades com mais de 500 casos ativos – Jerusalém com 2.122 e Tel Aviv com 689 – enquanto um mês atrás, havia 16 cidades com mais de 1.000 casos. O total de casos ativos caiu para 19.797.

Nesta segunda-feira, as autoridades de saúde se reunirão para discutir a flexibilização de novas restrições. As medidas podem incluir a remoção da exigência do Passaporte Verde nas academias.

As autoridades também se reunirão para discutir um plano para reabrir Israel aos turistas vacinados a partir de novembro. Mas o plano em discussão poderia excluir americanos, canadenses e britânicos a princípio, devido à falta de acordo sobre o reconhecimento de seus certificados de vacinas.

A maioria dos turistas foi efetivamente proibida de entrar em Israel desde o início da pandemia do coronavírus em março do ano passado. Pelas regras atuais, os turistas só  começaram a chegar  em grupos organizados em maio, embora em número muito limitado.

Além disso, parentes de primeiro grau de cidadãos ou residentes israelenses podem solicitar autorizações para viajar ao país.

Fonte: The Times of Israel
Foto: Canva

One thought on “Leitura do QR do Passaporte Verde começa no domingo

Fechado para comentários.