Primeiros passos para sair do bloqueio

O país está se preparando para dar os primeiros passos para sair do bloqueio nacional já nesta semana. O gabinete do coronavírus deve se reunir na terça-feira e um porta-voz do Ministério da Saúde disse que algumas restrições poderiam ser suspensas já na quarta-feira.

O feriado de Simchat Torá terminou com a polícia distribuindo 7.523 multas para pessoas que violaram as restrições de bloqueio, emitidas entre o meio-dia de sexta-feira e o meio-dia de sábado. A maioria das multas foi dada a pessoas que deixaram suas casas para fins não autorizados (5.477), por não usar máscara (1.486), quebrar o isolamento (95), reunir-se em um local proibido (298) e violar várias regras de negócios (64).

O número de pessoas infectadas com o vírus parece estar diminuindo em todos os setores, segundo o Ministério da Saúde.

Se o número de novos infectados cair para 2.000 pacientes por dia, o governo deve aprovar o início de sua estratégia de saída. O coordenador do Coronavírus, Prof. Ronni Gamzu, e o Ministério da Saúde propuseram um plano de saída de nove estágios que levaria quatro meses para ser concluído.

LEIA TAMBÉM

“Estou definitivamente a favor da redução das restrições. Mas achamos que haverá algumas áreas específicas nas quais o bloqueio terá que continuar em seu formato atual”. disse Gamzu.

Atualmente, ainda existem cidades que atendem aos critérios da zona vermelha de Gamzu. Essas cidades, atualmente, são Ashdod, Bnei Brak, Elad, Hadera, Lod, Modi’in Illit, Netanya, Netivot, Ramle, Rechasim, Rehovot e alguns bairros em Beit Shemesh e Jerusalém. É claro que, à medida que a taxa de infecção diminui, sua designação pode mudar.

Se o país começar a se abrir, a primeira etapa incluirá a abertura de pré-escolas, a permissão para que empresas que não recebem público operem por completo, a liberação dos voos de entrada e saída do país e o fim do limite de um quilômetro para sair de casa.

Esse estágio provavelmente também permitiria que os protestos recomeçassem em sua forma anterior, as praias seriam liberadas e os restaurantes abertos para entrega em domicílio.

Espera-se que duas semanas se passem entre cada estágio da estratégia de saída. As 5ª à 12ª série só seriam abertas no estágio sete, que provavelmente seria por volta de 10 de janeiro.

O ministro da Educação, Yoav Gallant, disse que planeja fazer pressão para mudar esse esquema, trazendo consigo para a reunião na terça-feira estatísticas que mostram que em escolas não haredim a taxa de infecção é baixa. Segundo números que preparou na semana passada em conjunto com o Ministério da Saúde, 51% dos alunos infectados eram do setor haredi e as escolas não haredi em todo o país tiveram apenas entre 3% e 9% das infecções escolares.

O Ministério da Saúde vai apresentar um plano completo, com duração de 4 meses – são estes os detalhes.

Primeira etapa: 18/10 (número de infectados – 2000)
Abertura de jardins de infância
Abertura do setor privado sem receber público
Abertura do Aeroporto Ben Gurion
Cancelamento do limite de 1.000 metros
Revogação da proibição de reuniões de famílias nucleares
Revogação da proibição de praias

Segunda etapa: 1/11 (número de infectados – 1000)
Abertura da primeira à quarta séries
Abertura de sinagogas
Aprovação de tratamentos de medicina complementar/alternativa

Terceira etapa: 15/11 (número de infectados – 500)
Abertura dos serviços com um público
Abertura de shoppings e mercados
Abertura de academias

Quarta etapa: 29/11 (número diário de infecções – 250)
Abertura de restaurantes e cafés
Abertura de locais de lazer

Quinta etapa: 13/12
Abertura de hotéis, pousadas e piscinas

Sexta etapa: 27/12
Abertura de espaços de cultura, museus, esportes para grupos

Sétima etapa: 10/1/2021
De volta aos estudos do quinto ao décimo segundo ano

Oitava etapa: 24/1/2021
Abertura de eventos e parques de diversões

Nona etapa: fevereiro de 2021
Abertura de esportes com público, clubes e bares

4 thoughts on “Primeiros passos para sair do bloqueio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *