2.000 anos depois: reaberta rua para chegar ao templo

Após seis anos de escavações arqueológicas e trabalho de engenharia foi reaberto o caminho que há 2.000 anos levava milhões de peregrinos ao templo de Jerusalém.

O “Caminho dos Peregrinos”, localizado na Cidade de David foi inaugurado com a presença de ministros de Israel e do embaixador dos EUA em Israel, David Friedman.

Esta estrada foi usada durante a época do Segundo Templo de Jerusalém por milhões de peregrinos que visitavam a cidade durante as três principais festividades do calendário judaico.

O diretor-geral do sítio arqueológico, David Beeri disse que com a inauguração do “caminho de peregrinos” – que ligava milhares de pessoas ao Templo -, espera que em breve, milhões de visitantes de Israel e do exterior possam caminhar novamente sobre essas mesmas pedras. “Os romanos pensaram que haviam acabado com a vida judaica em Jerusalém, mas hoje nada poderia estar mais longe da verdade. O povo judeu voltou a Sião e restabeleceu a nossa capital unida aqui em Jerusalém”.

O diretor-geral da Autoridade de Parques Nacional, Shaul Goldstein, disse que sente uma “grande emoção de caminhar sobre as pedras da rua onde trilharam profetas, reis, sacerdotes e todo o povo de Israel que iam ao Templo.”
O “Caminho dos Peregrinos”, foi descoberto em 2004, quando um cano de esgoto estourou e os trabalhadores encontraram escadas longas e largas perto da piscina de água que os peregrinos judeus usavam para se purificar antes de subir ao Templo.

As escavações arqueológicas revelaram que a rua tinha um comprimento de 600 metros, dos quais 350 já foram revelados. Estima-se que a rua foi construída após o reinado de Herodes, provavelmente na época de Pôncio Pilatos

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *