Ano letivo de Israel começará sem restrições COVID

Os Ministérios da Educação e da Saúde apresentaram, neste domingo, o plano de abertura do ano letivo no dia 1º de setembro. O ano letivo nas comunidades ultraortodoxas se inicia em 8 de agosto.

De acordo com o plano, as aulas serão sem cápsulas e sem atestados de saúde, mesmo nas localidades vermelhas e laranjas. Segundo o Ministério da Saúde, existem atualmente duas localidades vermelhas (um distrito em Petah Tikva e uma localidade em Beit Hashita) e 55 localidades e distritos na cor laranja.

O projeto não tem regras específicas para alunos cujas famílias estão em risco, devido a doenças graves. Como no ano passado, os alunos em risco devem frequentar a escola. Como resultado, os diretores foram instruídos a encontrar soluções para esses alunos, caso a caso.

Em agosto e setembro, haverá uma operação nacional para realização de testes sorológicos para alunos e professores, com ênfase na 5ª e na 6ª séries. Os Ministérios da Educação e da  Saúde também acertaram um piloto em que o período de isolamento dos alunos que entraram em contato com pacientes corona será reduzido para apenas 48 horas.

LEIA TAMBÉM

Os detalhes completos do plano ainda não foram apresentados ao público nem repassados ​​aos diretores das escolas.

O plano é muito menos rígido do que o do ano passado, quando o início do ano letivo gerou uma grande onda de infecções, o fechamento de escolas após cerca de duas semanas e outro bloqueio.

– As aulas serão sem cápsulas

– Não há regras específicas para alunos com doenças prévias

– Não há orçamento adicional para fortalecer o sistema de ensino à distância e recrutar força auxiliar

– Não há restrições para escolas em localidades vermelhas e laranjas

– As aulas da tarde e transporte continuarão funcionando normalmente

– Não há restrições à contratação de professores de localidades vermelhas e laranjas

– Não há plano em caso de aumento da morbidade

Fonte: The Marker
Foto: Avshalom Sassoni (Flash90)

One thought on “Ano letivo de Israel começará sem restrições COVID

Fechado para comentários.