Arte no Patrimônio Histórico de Beit Guvrin

A antiga Caverna do Sul no Parque Nacional Beit Guvrin-Maresha foi reaberta ao público pela primeira vez em 20 anos para servir como galeria para a exposição “Formas Humanas” do artista italiano, nascido em Israel, Ivo Bisignano.

A exposição é composta por esculturas de figuras de madeira com as quais Bisignano identificou uma conexão especial com as cavernas. As esculturas são verdadeiramente inspiradas nas cavernas encontradas no local que é declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.  Além disso, outras obras e videoarte do artista italiano são exibidas. A exposição estará aberta às quartas, quintas e sábados à noite e vai até final de outubro.

Os espaços incomuns das cavernas em forma de sinos, escavados pelos antigos habitantes da região, se transformam em um museu espetacular e único que interagem com as obras do artista. Durante uma visita a este parque nacional, o artista sentiu que suas esculturas de figuras humanas “haviam voltado para casa”. Ele reconheceu que as características da caverna são idênticas às das esculturas que ele cria e isso despertou nele a ideia de abrir a exposição no Parque Nacional Beit Guvrin.

Ivo Bisignano é um artista, arquiteto e designer multidisciplinar que trabalha em Londres, Milão e Tel Aviv. Em sua arte, ele lida com as relações e proporções entre objetos e o espaço em que são encontrados. Seus personagens evocam figuras humanas de mundos antigos e ele os combina em espetaculares filmes de animação, que lhe renderam o prestigioso Prêmio Pompidou Centre em Paris e são exibidos em vários locais ao redor do mundo.

Fotos: Shai Efshtein

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *