Artista de rua transforma suásticas em cupcakes

Suásticas pintadas foram transformadas em cupcakes gigantes com cobertura roxa, e as palavras “my Hitler” passaram a “my muffins”. Tudo fruto de um dia de trabalho para o artista de rua italiano que combate o racismo transformando grafites terríveis em comida.

“Tomo conta da minha cidade ao substituir símbolos de ódio por coisas deliciosas para comer”, diz o artista de 39 anos, Pier Paolo Spinazze, cujo nome artístico é Cibo, palavra italiana para comida.

Recentemente, numa manhã de domingo, foi alertado por um dos 363 mil seguidores no Instagram que havia suásticas e insultos racistas num pequeno túnel nos arredores de Verona.

Levantou-se e pegou o chapéu de palha e o colar feito com salsichas de pelúcia que já são a sua marca. Saiu preparado com um saco cheio de tintas em spray.

Tapou os insultos com uma fatia brilhante de pizza margheritta e uma salada caprese, com mozzarella, tomate e manjericão. Uma suástica foi transformada numa enorme rodela de tomate. Enquanto pintava murais no túnel, tendo cada um demorado perto de 15 minutos, as pessoas passavam, espreitando das janelas dos carros e acenando. Uma professora de arte baixou a janela para elogiar o trabalho de Pier Paolo.

LEIA TAMBÉM

Nos últimos anos, grupos de defesa dos direitos humanos têm alertado para o crescente racismo na Itália. A cultura fascista e o ditador Benito Mussolini ainda têm muitos admiradores.

À medida que passou a ser uma celebridade local em Verona, o artista também fez inimigos: “Cibo, dorme com as luzes acesas”, escreveu alguém com tinta em spray numa parede. Ele transformou a ameaça nos ingredientes de uma receita de gnocchi.

“Lidar com extremistas nunca é bom porque são pessoas violentas, estão habituados à violência, mas também são covardes e muito estúpidos”, disse o artista.

Fonte: Público
Foto Montagem (captura de tela Youtube Cup Cake 1,2 and 3!)