Biblioteca Wiener é o mais antigo arquivo do Holocausto

Fundada pelo Dr. Alfred Wiener, em 1933, a Biblioteca do Holocausto de Wiener é um dos principais e mais extensos arquivos do mundo sobre o Holocausto e a era nazista. É dedicada a apoiar a pesquisa, aprendizagem, ensino e defesa sobre o Holocausto e o genocídio, suas causas e consequências.

Alfred Wiener era um judeu alemão que trabalhava para o grupo de direitos civis judeu conhecido como Associação Central de Cidadãos Alemães de Fé Judaica. Ele passou anos documentando o surgimento do antissemitismo, coletando livros, fotografias, cartas, revistas e outros materiais que mostravam todas as diferentes maneiras pelas quais a propaganda nazista e suas doutrinas racistas se espalharam.

A biblioteca de Londres guarda alguns dos primeiros relatos produzidos por sobreviventes do Holocausto, bem como coleções de documentos e fotografias nazistas e centenas de coleções exclusivas relacionadas às experiências de famílias judias refugiadas que vieram para a Grã-Bretanha nas décadas de 1930 e 1940.

A biblioteca fornece recursos de combate ao antissemitismo e outras formas de preconceito e intolerância. Seus arquivos contêm uma quantidade enorme de material: aproximadamente 70.000 livros e panfletos, 2.000 documentos físicos, 45.000 fotografias e 3.000 títulos de periódicos, um milhão de recortes de jornal, bem como pôsteres, objetos, obras de arte, coleções digitais e materiais audiovisuais. Sua reputação se baseia em sua independência e na objetividade acadêmica de suas atividades e publicações.

LEIA TAMBÉM

A biblioteca também se ofereceu para abrigar documentos e evidências de outros genocídios. Nos últimos anos, recebeu documentos sobre a perseguição do ISIS ao grupo étnico Yazidi no Iraque e na Síria, sobre abusos dos direitos humanos em Mianmar e sobre crimes contra a humanidade em Darfur, todos apresentados como prova em tribunais internacionais.

A biblioteca também ocasionalmente emite declarações alertando sobre questões contemporâneas que considera próximos de casa, e trabalha em estreita colaboração com organizações antifascistas na Grã-Bretanha, incluindo Hope, Not Hate. Também alertou sobre a perseguição aos uigures na China e sobre as atividades antissemitas e de extrema direita na Grã-Bretanha.

Fonte: Atlas Obscura
Foto montagem: Philafrenzy, CC BY-SA 4.0 e WienerLibraryWIR, CC BY-SA 4.0

One thought on “Biblioteca Wiener é o mais antigo arquivo do Holocausto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.