Brasil: símbolo nazista provoca indignação

Uma imagem registrada em um bar no centro de Unaí (MG), distante 165 km de Brasília, e publicada no Twitter no sábado (14/12/2019) se espalhou pelas redes sociais e tem gerado revolta: na cena, um homem de meia idade, de camisa social, aparece sentado sozinho na mesa do bar Booteco ostentando no braço esquerdo uma braçadeira com a suástica, símbolo apropriado pelos nazistas e que passou a caracterizar os horrores do nazismo.

Um vídeo de cinco minutos flagra o episódio. Nas imagens, uma mulher sentada no outro lado do bar, o Booteco Bar e Restaurante, narra o momento em que policiais militares conversam com um funcionário do estabelecimento. De braços cruzados, fora da viatura, e a três passos da mesa onde o homem com a suástica está, os PMs aparentam decidir que aquilo não merece uma intervenção. Viram as costas, entram na viatura e saem.

A Lei do Racismo, de 1989, foi alterada em 1997 e passou a prever expressamente o tema do nazismo no artigo 20, ao estipular que “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, religião ou procedência nacional” terá pena de reclusão de um a três anos e multa. E segue no § 1º: “Fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo” acarretará pena de reclusão de dois a cinco anos e multa.

2 thoughts on “Brasil: símbolo nazista provoca indignação

Fechado para comentários.