Brasileiro lança curso israelense de cibersegurança

Helton Wernik é um brasileiro apaixonado por cibersegurança desde criança. Ele se mudou pra Israel para se especializar nessa área e desenvolver um projeto de ensino para levar para o Brasil.

Especialista em cibersegurança em dispositivos móveis da Check Point, a maior empresa de cibersegurança de Israel e uma das três maiores do mundo, Wernik encontrou diversos vírus que burlavam a proteção do Android e eram disponibilizados no Google Play a até ataques cibernéticos voltados contra soldados. Suas descobertas foram noticiadas pela grande mídia internacional, como o New York Times, a Fox News e a Forbes.

Junto com seu colega de trabalho, o israelense Roman Zaikin, encontrou a solução para o que procurava: o curso ministrado por Zaikin na ITSafe. Ele não teve dúvidas de que aquela era a metodologia e conhecimento que ele estava a procura.

Após muito tempo dedicado ao projeto de passar todo o conteúdo de Zaikin para o português, o curso ficou pronto e foi lançado no mercado, permitindo aos brasileiros poderem fazer um curso elaborado 100% por profissionais israelenses que atuam na área de cibersegurança.

Roman Zaikin (foto) tambémé um especialista da Check Point. Em sua atividade, já identificou falhas de segurança em diversas empresas como DJI, AliExpress, Facebook, WhatsApp, LG, eBay, Telegram,  PayPal, SnapChat, Amazon, Tik Tok entre outras.

Por trás de cada falha de segurança, existe uma história interessante. Por exemplo, Zaikin fez uma engenharia reversa em um robô aspirador de pó da LG e conseguiu entrar em contas de usuários do app de automação da LG. Com isso ele teve acesso aos eletrônicos conectados ao app, como geladeira, fogão, máquina de lavar, ar condicionado, televisor etc. Ele conseguiu acessar o robô aspirador da “vítima” e pilotar ele pela casa, inclusive com acesso à câmera acoplada ao robô.

Outras descobertas e histórias curiosas de Roman Zaikin podem ser lidas no site da ITSafe, em português.

Gabriel, 29 anos, recém-chegado a Israel resolveu fazer o curso da ITSafe, por indicação de um amigo. “Estou gostando muito do método de ensino e como podemos colocar em prática tudo que nos é ensinado. Espero encontrar meu lugar no mercado israelense e construir um futuro”.

Os cursos da ITSafe Brasil ensinam do “zero” ao “avançado” e visam o conhecimento prático dos alunos. Em seis meses os alunos adquirem conhecimento suficiente para trabalhar em alto nível na profissão. Tendo em vista que o Brasil tem pouco tempo  para se adequar a nova lei LGPD, essa profissão terá uma enorme demanda no mercado e precisará profissionais qualificados para exercer tal responsabilidade.

Mais informações sobre o curso podem ser encontradas no site da ITSafe em português ou pelo WhatsApp.

2 thoughts on “Brasileiro lança curso israelense de cibersegurança

Fechado para comentários.