Calor prejudica corredora israelense na maratona

A atleta israelense Lonah Chemtai Salpeter, uma das principais atletas do país, entrou em colapso no sábado durante uma maratona no Campeonato Mundial de Atletismo em Doha, no Catar, por causa do calor extremo. Chemtai Salpeter era considerada uma das melhores da corrida, mas desistiu aos 32 quilômetros quando estava em quinto lugar. Das 68 corredoras que participaram da corrida, 28 não conseguiram terminar. Na sexta-feira, a organização disse aos participantes que a corrida seria realizada à meia noite, conforme o planejado, apesar do calor de 30-32,7 °C e da umidade de 73 graus. A carta aos corredores dizia que a equipe médica estava preparada para as condições adversas. No início deste mês, Salpeter quebrou o recorde europeu de 10 km feminino, terminando uma corrida na Holanda em 30 minutos e 4 segundos.

No ano passado, Chemtai venceu a Maratona de Florença, cruzando a linha de chegada em 2 horas, 24 minutos, 17 segundos, estabelecendo o recorde israelense.

Nascida no Quênia, Chemtai se mudou para Israel em 2011 e lutou pela cidadania por anos. Ela finalmente recebeu a cidadania israelense em março de 2016 depois de vencer a maratona de Tel Aviv, permitindo-lhe competir por Israel nas Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, logo após o nascimento de seu filho Roy.

Os 10 primeiros colocados na maratona de sábado se classificaram para as Olimpíadas de Tóquio 2020. Aqueles que não se classificaram em Doha precisarão atingir o tempo de qualificação de 2 horas, 29 minutos e 30 segundos em uma corrida posterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *