Covid: novas regras entram em vigor no domingo

O gabinete do coronavírus aprovou no domingo por unanimidade o programa de “semáforos” apresentado pelo comissário do coronavírus, Prof. Ronni Gamzu. O plano entrará em vigor no domingo, 6 de setembro.

O gabinete também acrescentou uma série de novos países à lista de países verdes dos quais os israelenses podem retornar sem entrar em isolamento e lançou um esboço de como lidar com os serviços de oração durante as grandes festas.

Segundo Gamzu em breve uma cor será atribuída a cada uma das 250 cidades do país. “Cada residente deve saber a cor de sua cidade”.

O plano centra-se na identificação de comunidades como vermelhas, laranja, amarelas ou verdes com base em vários fatores, incluindo o número e a taxa de aumento de novos pacientes semanais por 10.000 habitantes em cada cidade, a taxa geral de infecção e quantas pessoas testaram positivo entre as que foram testadas para o vírus.

Cidades que podem ser rotuladas como zonas vermelhas não foram discutidas na reunião para evitar um debate político, mas uma pequena relação de zonas vermelhas é listada diariamente no site do Ministério da Saúde. No domingo, incluía Bnei Brak, Tira, Kafr Kassem, Umm el-Fahm, Daliat al-Carmel, Lakiya, Ma’aleh Iron, Yakir, Tifrah, Bukata e Yad Binyamin.

Existem várias diferenças entre a maneira como as atividades serão tratadas nas diferentes zonas de cores. Por exemplo, nas zonas vermelhas, apenas 10 pessoas poderão se reunir dentro de casa e 20 fora; nas zonas laranja, esses números sobem para 25 e 50 com cápsulas de 20 pessoas, respectivamente. Nas zonas amarelas, pode haver até 50 dentro e 100 fora em cápsulas de 20. Com a permissão das autoridades locais, os eventos podem ter até 500 pessoas. Nas zonas verdes, 100 dentro e 250 fora, respectivamente. Também aqui, com permissão, os eventos da zona verde podem ter 500 ou mais participantes.

O plano de semáforo diferencia certos tipos de atividades, incluindo o sistema educacional, transporte público, locais de trabalho, eventos, parques naturais, shoppings e museus.

De acordo com Gamzu, “as cidades vermelhas e laranja terão restrições, muitas restrições. Provavelmente, o sistema educacional será fechado, haverá restrições aos negócios, restrições à atividade comercial e restrições à movimentação, e talvez até mesmo lockdown.”

No entanto, logo após a conclusão da reunião do gabinete, Gamzu falou que ainda não havia sido tomada uma decisão para abrir o ano escolar nas cidades vermelhas. “A abertura do ano letivo nas cidades vermelhas vai provocar um aumento dos casos de coronavírus nessas e em outras cidades”, disse ele.

Além disso, o gabinete elaborou um esboço inicial para os serviços de oração durante as Grandes Festas em todas as zonas.

Os serviços de oração podem ser realizados do lado de fora em grandes grupos de até 250 pessoas, divididos em cápsulas de 20 pessoas. Cada cápsula deve ser claramente marcada e os indivíduos devem sentar-se a dois metros de distância, a menos que sejam da mesma família nuclear.

As orações também podem ser realizadas dentro de casa, mas apenas em instalações com no mínimo 40 metros quadrados de largura e com as pessoas sendo capazes de ficar a dois metros de distância. Instalações maiores podem acomodar mais pessoas – até 1.000 – e desde que não haja mais de uma pessoa para cada quatro metros quadrados.

A votação do programa de semáforos foi considerada um momento “divisor de águas” para Gamzu. Ele sugeriu que, se não recebesse as “ferramentas” para controlar a pandemia, ele poderia renunciar.

O gabinete também aprovou a abertura dos espaços culturais para públicos maiores a partir do próximo domingo, sob as diretrizes da Faixa Roxa (verificação da temperatura das pessoas na chegada, o uso de máscaras e a distância de dois metros entre as pessoas, entre outros requisitos.

Finalmente, o gabinete do coronavírus acrescentou nove novos países à sua lista de estados para os quais os israelenses podem viajar e retornar sem entrar em quarentena. São eles: Austrália, Uruguai, Emirados Árabes Unidos, Irlanda, Taiwan, Noruega, Cingapura, Portugal e Tailândia.

Os israelenses já podiam retornar dos seguintes países verdes sem isolamento: Áustria, Itália, Estônia, Bulgária, Reino Unido, Geórgia, Alemanha, Dinamarca, Hong Kong, Hungria, Grécia, Jordânia, Letônia, Lituânia, Nova Zelândia, Eslovênia, Finlândia, Canadá, Chipre, Croácia e Ruanda.

One thought on “Covid: novas regras entram em vigor no domingo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *