Governo cortará impostos para conter aumentos

O Ministério das Finanças de Israel está planejando uma série de cortes de impostos e tarifas com o objetivo de conter os aumentos nos preços de alimentos e energia.

O jornal Yedioth Aharanoth informou na manhã de segunda-feira que, o ministro das Finanças, Avidgor Liberman, está planejando uma série de medidas destinadas a combater o aumento dos preços dos bens de consumo, com ênfase em alimentos, gasolina e eletricidade.

As novas medidas incluem reduções planejadas no imposto sobre a gasolina e cortes significativos nos impostos de importação de carne, frutas, legumes e laticínios.

Segundo a matéria, o primeiro-ministro Naftali Bennett surpreendeu funcionários do Ministério das Finanças com seu envolvimento direto em uma recente deliberação interna do ministério sobre o custo de vida, com Bennett aparecendo na reunião sem aviso prévio.

Alguns altos funcionários do ministério se opõem a grandes mudanças de política, citando as recentes decisões de alguns produtores de alimentos de atrasar ou cancelar os aumentos de preços planejados.

No entanto, tanto o ministro Liberman como o primeiro-ministro Bennett prometeram intervir para conter os aumentos do custo de vida, com Bennett abordando a questão na reunião do gabinete de domingo.

“Nos próximos dias, apresentaremos ao público uma série de medidas destinadas a aliviar o custo de vida no país”, disse Bennett. “Espero que, em breve, surta efeito, especialmente nos preços dos alimentos”.

LEIA TAMBÉM

“São coisas que terão efeito imediato. Já foram tomadas várias medidas de contenção nas questões das cadeias de comercialização e importadores, pelo que gostaria de felicitar os Ministros das Finanças e da Economia”.

“No final das contas, o que diminui os preços e melhora o serviço é sempre a mesma coisa: concorrência, concorrência, concorrência. Aqui quero me voltar para os ministérios do governo. Precisamos flexibilizar a regulamentação e abrir a economia à concorrência”.

“Não tenha medo, ouse. Um bom padrão para alemães ou suecos, provavelmente é bom o suficiente para israelenses também. Uma diferença de 150% no preço do creme dental, por exemplo, não se justifica. Lembro-me que como Ministro da Economia baixei o preço do queijo amarelo. Como? Abri o mercado de queijos para importação e concorrência. O queijo amarelo veio da Polônia e também baixei o preço dos queijos israelenses”.

Fonte: Israel National News
Foto: Canva

One thought on “Governo cortará impostos para conter aumentos

Fechado para comentários.