Dono do Chelsea compra o imóvel mais caro de Israel

A venda de imóveis residenciais mais cara de Israel foi concluída pouco antes da crise do coronavírus, segundo o site de notícias de negócios israelense Globes.

O bilionário russo-israelense Roman Abramovich, proprietário do Chelsea Football Club, comprou uma propriedade em Herzliya Pituah por 226 milhões de NIS (US$ 64,5 milhões). A propriedade é delimitada pelas ruas Hanassi Ben Zvi, Shlomo Hamelekh e Basel e ocupa uma área de 9.500 metros quadrados. A parte principal da propriedade é uma casa anteriormente pertencente ao britânico Alan Howard, cofundador da Brevan Howard Asset Management. Ele comprou a casa em 2006 de Lenny Recanati por US$ 9 milhões.

Howard gastou muito para melhorar a propriedade, expandindo o lote de 6.500 metros quadrados para os atuais 9.500 metros quadrados e construindo duas novas unidades, projetadas pelo arquiteto Orly Shrem. A menor delas é uma casa de hóspedes com 1.000 metros quadrados e a maior, a propriedade principal, é uma casa de 2.000 metros quadrados. A propriedade inclui uma quadra de tênis e uma piscina sob uma plataforma hidráulica que pode ser convertida em uma área de convidados para eventos. O porão da casa inclui estações de trabalho para 10 computadores e também há uma entrada para a casa pela rua Shlomo Hamelekh.

A propriedade ficou à venda por dois anos por US$ 100 milhões, mas não houve compradores. No ano passado, Abramovich alugou o imóvel com uma opção de compra. No final de janeiro, o contrato de compra do imóvel foi assinado. Embora ainda não apareça no site da Autoridade Tributária de Israel, o Registro de Terras de Israel tem uma nota de aviso em suas formas de que os quatro lotes que compõem a propriedade devem estar no nome de Abramovich.

Esta é a terceira propriedade que Abramovich comprou em Israel nos últimos anos. Em 2015, ele comprou o hotel Versano, no bairro Neve Tzedek, em Tel Aviv, por 104 milhões de NIS. A propriedade inclui o hotel boutique, que possui uma ordem de preservação, bem como o lote adjacente.

No ano passado, Abramovich comprou um prédio de escritórios de cinco andares que abrange 6.500 metros quadrados e 120 vagas de estacionamento, além de direitos de construção de 12.000 metros quadrados adicionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *