Dubai deve abrir sua primeira escola judaica

A comunidade judaica dos Emirados Árabes Unidos, em cooperação com o Ministério da Diáspora, vai inaugurar uma escola judaica em Dubai, a primeira no estado do Golfo.

O Ministro de Assuntos da Diáspora, Omer Yankelevich, decidiu dar luz verde ao movimento após uma série de discussões com o líder da comunidade judaica local Ross Kriel, nas quais abordaram o desenvolvimento da comunidade judaica em Dubai e suas necessidades.

A UnitEd, uma organização mundial de educação judaica, dirigirá o processo em conjunto com “elementos filantrópicos significativos” do mundo judaico.

A escola está planejada para abrir no próximo ano.

A comunidade judaica nos Emirados Árabes Unidos, com cerca de mil membros, está em processo de obter o reconhecimento formal do governo dos EAU.

LEIA TAMBÉM

Após o Acordo de Abraão, assinado com Israel em setembro, sob mediação dos EUA, a comunidade deve crescer significativamente nos próximos anos e estima-se que o número de crianças deverá ficar em torno de 200, já em 2021.

A maioria dos membros da comunidade são falantes de inglês que se mudaram dos EUA e da Europa para os Emirados Árabes Unidos na última década para fins profissionais.

O Ministro Yankelevich disse que “a educação judaica na Diáspora está na vanguarda de nosso trabalho e fazemos todos os esforços para preservar a identidade judaica e a conexão com o Estado de Israel das crianças judias, para a continuidade do povo judeu no futuro gerações”.

Ross Kriel, o líder da comunidade local, disse acreditar que a educação judaica “é tão vital para o futuro de nossa comunidade, como tem sido ao longo da história para as comunidades judaicas em todo o mundo”.

Foto: Cortesia comunidade judaica de Dubai

One thought on “Dubai deve abrir sua primeira escola judaica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *