Elad e Tiberíades são declaradas “zonas restritas”

A cidade de Elad e cinco bairros predominantemente ultra-ortodoxos na cidade de Tiberíades, no norte do país, foram fechados por causa do aumento de casos de coronavírus.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu declarou estes locais como “zonas restritas”. Os bairros de Tiberíades são Ramat Tiberias Bet, Ramat Tiberias Gimmel, Bairro 200, Tiberias Illit e Ben Gurion.

O governo impôs o bloqueio parcial numa tentativa de retardar a disseminação do novo coronavírus. Conforme dados do Ministério da Saúde o número de novos casos de vírus aumentou, com 459 novas infecções em 24 horas.

Foi a maior contagem em 24 horas desde que os números começaram a subir no final do mês passado, após uma breve pausa do coronavírus. A última vez que o número de casos de vírus passou 450 em um único dia foi em 15 de abril.

LEIA TAMBÉM

A decisão impedirá quem não mora nas zonas restritas de entrar nelas, exceto para ir trabalhar ou fazer o exame de matrícula no ensino médio (Bagrut), disse o Ministério da Saúde.

Restrições semelhantes devem acontecer em Bat Yam, perto de Tel Aviv. O prefeito Zvika Brot declarou o fechamento das praias novamente. Existem preocupações específicas sobre o Bat Yam, que tem uma população relativamente mais velha em comparação com outras áreas de surtos.

Ao contrário da primeira onda, quando a maioria dos casos estava concentrada em poucas cidades, os números oficiais mostram uma dispersão muito maior de casos de vírus, com várias cidades registrando pelo menos uma dúzia de casos desde domingo, entre elas Elad, Or Yehuda, Beer Sheva, Petach Tikva, Holon, Haifa, Ramat Gan, Rehovot e Kfar Saba.

Foto: ד”ר אבישי טייכר (Via Wikimedia Commons)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *