Mais rigor para conter propagação do vírus

Diante da escalada de casos de infectados com o coronavírus, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que todas as medidas preventivas devem ser tomadas para evitar alcançar o cenário do surto e que, se o público violar as diretrizes sanitárias do Ministério da Saúde, as multas aumentarão dramaticamente.

Netanyahu pediu o restabelecimento de um controverso sistema de rastreamento para acompanhar a propagação da doença por meio do Shin Bet, serviço de segurança interno de Israel.

O gabinete de emergência contra o COVID 19 de Israel aprovou uma recomendação dos ministérios da Saúde e Finanças para melhorar a capacidade do sistema de saúde, equipando-o com ventiladores suficientes para tratar pelo menos 4.000 pacientes: 2.000 para tratar pacientes infectados e 2.000 para quem sofre de outras doenças.

Segundo comunicado, a decisão de equipar os hospitais visa melhorar o sistema e não uma representa uma previsão do número de pacientes doentes.

LEIA TAMBÉM

Netanyahu observou que existem pelo menos quatro maneiras de impedir a propagação do vírus: um aumento efetivo na aplicação da lei, o uso de ferramentas digitais, fechamentos regionais e limitação do número de pessoas que podem se encontrar.

Na reunião do gabinete, Netanyahu disse que “se o público não usar máscaras e respeitar as regras de distanciamento social, fecharemos completamente novamente. Precisamos achatar a curva agora”.

2 thoughts on “Mais rigor para conter propagação do vírus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *