Equipe israelense vai plantar grão-de-bico no espaço

Uma equipe israelense pretende plantar sua bandeira culinária no espaço cultivando grão-de-bico para fazer homus a 300 milhas acima da Terra.

Mais de duas dúzias de sementes de grão-de-bico e uma estufa especial serão enviadas esta semana para a Estação Espacial Internacional (ISS) na esperança de cultivar a fonte de alimento repleta de proteínas como um alimento fresco para os astronautas.

A equipe é liderada por Yonatan Winetraub, um dos três fundadores da SpaceIL, a organização israelense sem fins lucrativos por trás da tentativa frustrada de pousar a espaçonave Beresheet na superfície da Lua, em 2019.

Os astronautas comem refeições embaladas e desidratadas, mas a NASA recentemente cultivou alface, repolho e couve a bordo da ISS para adicionar uma fonte de alimentos frescos às suas dietas. Os israelenses agora esperam adicionar seu prato nacional ao cardápio, com grão-de-bico rico em fósforo, ferro e ácido fólico.

A produção ideal de alimentos frescos no espaço deve precisar de recursos mínimos e resultar em desperdício mínimo, enquanto as plantas devem ser fáceis de crescer e rápidas de amadurecer, mas, primeiro, a falta de luz natural e gravidade precisa ser superada.

A equipe israelense de cientistas e engenheiros tem trabalhado com colegas da Universidade de Stanford, nos EUA, para criar e entregar uma estufa em miniatura selada em um ônibus de carga da NASA decolando em 19 de fevereiro.

LEIA TAMBÉM

Eles planejam cultivar 28 sementes de grão-de-bico selecionadas pela empresa por trás do Sabra Hummus por um período de um mês.

“Você não pode deixar as plantas crescerem de forma selvagem porque elas podem ficar sem água ou oxigênio”, disse Winetraub. “O desafio não é apenas como cultivar o maior número possível de grão-de-bico, mas como controlar a maneira como eles são cultivados, para maximizar nossos recursos limitados. Quanto mais aprendemos a cultivar alimentos com menos recursos, mais preparados estaremos para os desafios que também nos esperam na Terra”.

Ele disse que a equipe estava ansiosa para entender não apenas como será o sabor de um grão-de-bico cultivado no espaço, mas como suas raízes crescerão.

As sementes foram escolhidas por sua resistência à mudança de temperatura, entre outras coisas, e uma empresa israelense de fertilizantes criou um gel nutriente no qual elas crescerão. Câmeras minúsculas irão monitorar seu progresso.

Fonte: Jewish News
Foto: Canva

Brasil Eu Quero