Governo financia o primeiro computador quântico de Israel

O braço de inovação do governo israelense, juntamente com o Ministério da Defesa, anunciou um investimento de US$ 62 milhões para construir o primeiro computador quântico do país.

“A capacidade computacional quântica estabelecerá as bases tecnológicas para um ecossistema israelense que liderará futuros desenvolvimentos em segurança, economia, tecnologia, engenharia e ciência”, disseram a Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Defesa de Israel e a Autoridade de Inovação de Israel em comunicado conjunto.

O projeto visa estabelecer a independência de Israel no setor de tecnologia quântica, que promete aumentar exponencialmente a velocidade de processamento dos computadores. Isso ocorre quando os EUA e a União Europeia já estão competindo com a China para liderar o mundo em desenvolvimentos quânticos, com a UE buscando fazer seu primeiro computador quântico nos próximos anos.

“A computação quântica é uma tecnologia que a indústria israelense não pode ignorar”, afirmou Dror Bin, CEO da Autoridade de Inovação de Israel. “A indústria deve desenvolver conhecimento e acesso à infraestrutura na qual possa desenvolver motores de crescimento para atividades em que decidirá liderar”.

Os computadores quânticos, embora não sejam substitutos dos computadores clássicos, prometem processar em segundos grandes quantidades de dados que as máquinas convencionais mais poderosas levariam horas ou dias para processar. Espera-se que sejam especialmente poderosos na resolução de problemas pendentes em química, física e outras áreas, realizando rapidamente simulações, otimizações e tarefas de aprendizado de máquina. Eles operariam milhões de vezes mais rápido que os atuais supercomputadores avançados, permitindo tarefas como o mapeamento de estruturas moleculares complexas e reações químicas.

LEIA TAMBÉM

“A computação quântica, em todos os níveis, está mostrando sinais de ser um importante componente futuro da segurança do estado e sua superioridade tecnológica”, disse o Dr. Danny Gold, chefe da Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Defesa. “Iniciar este processo no âmbito do programa nacional constitui um passo significativo para alcançar a independência de Israel nesta área”.

O financiamento anunciado terça-feira será alocado em duas vias paralelas. A Autoridade de Inovação de Israel se concentrará na construção de uma infraestrutura computacional quântica para execução de cálculos, para ajudar a testar algoritmos existentes e para pesquisa em software e hardware. O último será integrado a processadores quânticos e tecnologias desenvolvidas em Israel.

Separadamente, a Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Defesa criará um “centro nacional” com recursos quânticos, para trabalhar em estreita colaboração com a academia, a indústria e o governo para avançar um processador quântico, incluindo hardware, controle, otimização, algoritmos e aspectos de interface. O objetivo final é desenvolver um computador quântico completo, diz a declaração.

Fonte: The Algemeiner
Imagem: Pete Linforth (Pixabay  )