Israel no maior programa de pesquisa da Europa

Israel e a União Europeia concluíram um acordo para que o país participe do programa de pesquisa científica Horizon Europe. Uma vez assinada, a adesão significa que pesquisadores e cientistas israelenses podem colaborar em projetos financiados pela UE e se beneficiar do acesso a subvenções dos US$ 110,8 bilhões orçados para o principal programa de financiamento da UE nos próximos sete anos.

“A adesão israelense ao programa Horizon coloca Israel como um ator central no maior e mais importante programa de pesquisa e desenvolvimento do mundo”, disse o ministro do Exterior, Yair Lapid. “A adesão ao programa Horizon trará empregos de alta qualidade, avanços tecnológicos, novos negócios israelenses e criará oportunidades econômicas e científicas”.

“É mais um passo na conexão do setor de ciência e tecnologia em Israel com seus pares no continente”, acrescentou.

O acordo inclui termos, firmados entre Israel e a UE em 2013, que proíbem o uso de fundos de pesquisa no leste de Jerusalém, na Cisjordânia e nas Colinas de Golan.

Autoridades israelenses disseram esperar que o programa contribua para a pesquisa científica, a indústria de alta tecnologia e a economia, abrindo oportunidades para as empresas israelenses entrarem nos mercados europeus.

“A adesão de Israel ao programa expressa a importância que Israel dá ao investimento e ao apoio à P&D como uma chave para o crescimento econômico futuro”, disse o ministro das Finanças, Avigdor Lieberman.

LEIA TAMBÉM

O programa de financiamento também permitirá que Israel participe dos programas quânticos mais avançados e abrirá a porta para um maior diálogo com a Comissão Europeia sobre a participação do país nos programas espaciais avançados da Horizon, observou o Ministério do Exterior.

A Vice-Diretora Geral de Economia do Ministério do Exterior, Yael Rabia-Tzadok, disse que o acordo equivale a um voto de confiança da Europa em Israel como um ativo de ciência, tecnologia e inovação.

O Ministério do Exterior disse ter concluído um ano de intensas negociações com a UE para formalizar o texto do acordo de adesão, resultado de uma grande campanha diplomática liderada em conjunto com a Autoridade de Inovação de Israel.

A Comissão Europeia anunciou que as negociações formais para Israel ingressar como membro associado foram concluídas, com a assinatura de um acordo prevista para o final deste ano.

“Este ano marcou o 25º aniversário da colaboração bem-sucedida entre a UE e Israel em pesquisa e inovação”, dizia um comunicado da União Europeia. “Em troca de dar a Israel acesso a uma vasta rede internacional de pesquisa, o Espaço Europeu de Pesquisa se beneficiou dos altos níveis de excelência de Israel, bem como da excelente capacidade de inovação”.

A UE assinalou que a investigação conjunta conduziu a projetos de sucesso em áreas como as alterações climáticas, a saúde pública e o transporte seguro. Projetos baseados em Israel receberam US$ 1,57 bilhão em financiamento no âmbito do programa Horizon 2020.

Fonte: The Algemeiner

2 thoughts on “Israel no maior programa de pesquisa da Europa

Fechado para comentários.