Creches públicas anunciam greve em todo o país

As creches públicas, supervisionadas pelo governo, iniciarão na próxima quarta-feira uma série de sanções em protesto para melhoria de suas condições de trabalho. O movimento se estenderá até o final de semana, segundo nota divulgada neste domingo pelos dirigentes das entidades.

De acordo com o anúncio, de quarta a sexta-feira desta semana, as creches abrirão seus portões às 10h e no domingo, 3 de outubro, uma paralisação total começará por prazo indeterminado.

Também foi relatado para o próximo domingo uma greve geral nas creches sem limite de tempo, o que afetará diretamente cerca de 120.000 crianças.

Em nome dos cuidadores, educadores e diretores de creches, a nota afirma que “o governo está nos forçando a entrar em greve, recusando-se a negociar conosco. O governo israelense se isenta da responsabilidade pela educação infantil e a negligencia. As creches empregam mais de 16.000 funcionários em cargos administrativos, educacionais, assistenciais e de cozinha. A maioria dos países da OCDE tem uma lei educacional de gratuidade ou subsídio para crianças desde o nascimento até os três anos de idade, enquanto no governo israelense ninguém assume a responsabilidade pela questão que está no final das prioridades do governo. Esta situação afeta muitos pais econômica, social e profissionalmente”, afirmou a liderança do protesto.

LEIA TAMBÉM

De acordo com dados da OCDE, o gasto público em Israel com educação para recém-nascidos até a idade de seis anos é de 0,8% do PIB, dos quais os gastos de zero a três anos de idade é 0,2%, cerca de metade da média da OCDE. Em comparação com outros países e em relação à média da OCDE, é de cerca de US$ 2.700 por ano, em comparação com cerca de US$ 12.400 por ano dos demais países.

A proporção entre o número de cuidadores e bebês até a idade de um ano nas creches em Israel é de 1 para 6; até a idade de dois anos 1 para 9 e até a idade de três anos 1 cuidados para 11 crianças. Nos países da OCDE, a proporção é de 1 cuidador para 4 bebês. Em outras palavras, há uma lacuna de 50% na mão de obra necessária para igualar os países ocidentais. O Ministério da Educação estimou recentemente que, para se chegar a proporção mencionada, é necessário um investimento adicional de aproximadamente NIS 1,4 bilhão por ano.

Fonte: Maariv
Foto: Marcia Cherman Sasson (Revista Bras.il)

One thought on “Creches públicas anunciam greve em todo o país

Fechado para comentários.