Exibição de obras saqueadas

Uma coleção de arte contendo peças saqueadas de judeus será exibida no Museu de Israel em Jerusalém. Avaliada em mais de um bilhão de dólares, a coleção foi escondida pelo filho do Marchand alemão, Hildebrand Gurlitt. A coleção consiste de 1.406 obras, incluindo obras de Marc Chagall, Albrecht Dürer, Henri Matisse, Pablo Picasso, Franz Marc e Toulouse-Lautrec, Paul Cézanne, Claude Monet, Max Liebermann, entre outros, e foi descoberto por acaso e apreendidos em 2012 no apartamento do filho do marchand, Cornelius Gurlitt.

Das obras de arte que foram roubadas pelos nazistas e serão exibidas no museu, apenas quatro proprietários foram identificados. O Comissário do Governo alemão de Cultura e Mídia, M. Gruters disse em reunião com o ministro israelense da Igualdade Social, Gila Gamliel, que “espera-se que esta exposição possa identificar novos proprietários”.

O quadro “Os dois cavaleiros” de Max Liebermann encontrado com Gurlitt, foi entregue aos descendentes do verdadeiro proprietário.

A data da exposição ainda não foi definida.